Menu Papel POP
Foto: Divulgação

Versões de Thalia em português chegam, finalmente, ao YouTube; quais delas você conhece?

A relação de Thalia com o Brasil vai muito além das novelas que, aliás, acabam de chegar ao streaming. Ao longo de toda a sua discografia, fundamentalmente difundida no País, a artista mexicana soube aprofundar a relação com os fãs por meio de visitas calorosas e registros em estúdio que acabaram rendendo faixas em língua portuguesa. Embora conteúdos inéditos nunca tenham ganhado a luz, foram significativas as versões que gravou no idioma.

Uma das incursões mais conhecidas é sua parceria com Daniel no single “Estou Apaixonado”. Lançada originalmente em espanhol pelo duo Donato y Estefano em 1995, a faixa ficou famosa por aqui graças à dupla que o cantor brasileiro tinha com João Paulo.

Nesta semana, após anos de restrição aos discos físicos, uma série de interpretações alternativas foi disponibilizada em seus canais oficiais. As primeiras são pertencentes à era “Amor a La Mexicana” (1997), imponente período da carreira. O desafio segue até “Habítame Siempre” (2012), consolidando o fato de que Thalia tem um longo histórico com o a língua hermana. Abaixo, você relembra cada uma das ditas produções.

“Amor a la Mexicana” (1997)

Muito antes de sua parceria com Daniel explodir nas rádios do Brasil, Thalia já se aventurava. Com o êxito do disco “Amor a La Mexicana” e suas centenas de milhares de cópias vendidas em solo nacional, a artista resolveu presentar os ouvintes com 3 interpretações. As faixas escolhidas para esta safra especial foram “De Donde Soy”, “Noites Sem Lua” e “Menino Lindo”.

A primeira delas tem composição original da dupla Kike Santander e Miguel José Velasquez e se alinha ao ambicioso trajeto lírico da obra, que também emprega uma variedade única de gêneros como cumbia, salsa e baladas.

“En Primera Fila” (2009)

Em 2009, após o sucesso mediano do disco “Lunada”, Thalia decidiu fechar uma rápida temporada de shows em Miami. O registro das apresentações, realizadas ao molde da série MTV Unplugged, embora sem nenhuma ligação com tal, rendeu o álbum “Primera Fila”, recordista em vendas e colecionador de críticas positivas. Um dos momentos mais importantes do show acontece durante a interpretação da faixa “Equivocada”, que abriu alas para esta era acústica. Tão logo foi lançada e o projeto se tornou um sucesso instantâneo na América Latina e na Europa.

Esta é mais uma obra deixada aos cuidados do amigo e parceiro Emílio Estefan Jr. É dele também a produção do álbum “Amor a La Mexicana”.

“Habítame Siempre” (2012)

Uma Thalia que se volta aos próprios sentimentos de forma profunda e emocional é quem dá as caras no disco “Habítame Siempre” (que aliás, ostenta uma regravação imperdível de “Con Los Años Que Me Quedan”, de Gloria Estefan). Bastante diferente dos projetos dançantes aos quais se dedicou nos anos 1990 e 2000, o projeto inaugurou a década de então com um lead single em homenagem à mãe da artista, Yolanda, falecida um ano antes. A letra recorda aqueles que já partiram, embora tenham deixado rastros palpáveis de sua presença.

No Brasil, sua versão em língua portuguesa chegou graças ao lançamento de uma coletânea homônima em que reúne algumas das baladas mais recentes da carreira, além de eventualmente traduzi-las ao português. “Bésame” é outra que ganha dupla nacionalidade.

***

Ouça a discografia completa de Thalia nas plataformas digitais. Em 2021, a musa mexicana lançou um novo álbum de inéditas em que se debruça sobre questões do amor em tempos da pandemia.

“DesAmorFosis” está disponível em todos os tocadores. Confira uma entrevista exclusiva neste link.

Comentários

Topo