Menu Papel POP
(Reprodução)

“Na Cama com Madonna”, “Homecoming” e “The World’s A Little Blurry”: NME lista 50 melhores docs musicais de todos os tempos

O portal NME publicou hoje (28) uma lista com os 50 melhores documentários musicais de todos os tempos. Organizado por ordem alfabética, o conteúdo é considerado como obrigatório para os amantes de música pelo veículo internacional.

Abaixo, confira alguns detalhes sobre registros ranqueados pelo jornalista Mark Beaumont. O material inclui informações sobre os filmes “Na Cama com Madonna”, “Homecoming”, “The World’s A Little Blurry”, “Amy”, entre outros.

Na Cama com Madonna (1991)

Lançado em 1991, o longa acompanhou Madonna durante as apresentações da turnê Blond Ambition World Tour – proibido pelo Papa na Itália; ameaçada de prisão por comportamento obsceno no Canadá. Sob direção de Alek Kenshishian, o documentário foi exibido no Festival de Cannes no ano de lançamento. Filmado em preto e branco, a película tem apenas as performances dos shows em cores. De acordo com o jornalista Mark Beaumont, o projeto “marcou o nascimento do reality show de celebridades” ao mostrar os bastidores e relacionamentos da artista.

Plataforma: DVD

Homecoming (2019)

Intimista, porém intenso, o documentário sobre a aclamada apresentação de Beyoncé no Festival Coachella 2018 apresenta a jornada emocional de um conceito criativo que se transforma em movimento cultural. O projeto foi indicado em seis categorias do Emmy 2020.

Plataforma: Netflix

Billie Eilish: The World’s A Little Blurry (2021)

A estrela em ascensão Billie Eilish ganhou um documentário meses antes da estreai de “Happier Than Ever”, segundo álbum de estúdio. Com a premissa de apresentar um olhar profundo e íntimo sobre a vida da cantora, o filme foi dirigido por RJ Cutler em colaboração com o selo Interscope Records. Além de acompanhar a turnê de “When We All Fall Asleep, Where Do We Go?”, o registro apresenta um mergulho na trajetória pessoal da artista.

Plataforma: Apple TV+

What Happened, Miss Simone? (2015)

O longa reúne gravações inéditas e imagens raras de arquivo sobre a trajetória de Nina Simone. Entre as músicas mais populares da artista, a película conta quem foi a lendária cantora e ativista.

Plataforma: Netflix

Amy (2015)

Vencedor do Oscar de Melhor Documentário, o longa de Asif Kapadia acompanha toda a trajetória de Amy Winehouse – dos filmes caseiros de infância aos shows lotados.

Plataforma: Apple TV+

Amazing Grace (2018)

Durante a gravação do disco “Amazing Grace”, o cineasta Sydney Pollack registrou Aretha Franklin e o coral da Bethel Baptist Church criarem o álbum de maior sucesso da carreira da cantora. Este documentário mostra, 40 anos depois, pela primeira vez as imagens de uma apresentação única na história da música.

Plataforma: Telecine

Summer Of Soul (…Or When The Revolution Could Not Be Televised) (2021)

Premiado no Festival de Sundance pelo Grande Juri, o filme conta a história e o registro histórico criado em torno do Harlem Cultural Festival de 1969, um evento épico que celebrou a história, a cultura e a moda negra.

Plataforma:  Hulu (EUA)

Gaga: Five Foot Two (2017)

O documentário acompanha  Lady Gaga durante o lançamento do álbum “Joane”, nos preparativos do show do Super Bowl e confrontando desafios físicos e emocionais. Segundo o jornalista do NME, o registro apresenta “uma mulher engraçada, tempestuosa, vulnerável, motivada e reflexiva por trás da fachada da persona da pop art”.

Plataforma: Netflix

***

Considerada como uma “lista obrigatória”, a matéria ainda traz “Biggie & Tupac” (2002), “Bob Dylan: Don’t Look Back” (1967), “Buena Vista Social Club” (1999), “George Harrison: Living In The Material World” (2011), “Janis: Little Girl Blue” (2015), “Kurt Cobain: Montage Of Heck” (2015), “Miss Americana” (2020), “TINA” (2021), “Whitney” (2018), “Dave Chapelle’s Block Party” (2005), “Woodstock” (1970), entre outros.

Seu documentário favorito entrou? Você pode acessar o conteúdo completo por aqui.

Comentários

Topo