Menu Papel POP
Foto: Divulgação/TV Cultura

Morre aos 82 anos o ator Sérgio Mamberti, o Doutor Victor de “Castelo Rá-tim-bum”

O ator Sérgio Mamberti, dono de uma carreira brilhante no teatro e na TV, morreu na madrugada desta sexta-feira (3) aos 82 anos. Ele estava internado em um hospital da rede Prevent Sênior, em São Paulo, e foi vítima de falência múltipla de órgãos.

Há cerca de dois meses, Mamberti foi levado ao hospital para tratar uma pneumonia e chegou a dar entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Quinze dias depois ele ganhou alta e foi liberado.

Nascido em 22 de abril de 1939 em Santos, no litoral paulista, o ator sempre se dedicou à cultura. Além de estrelar importantes papéis nas mais distintas áreas e se dedicar às artes plásticas, ele também comandou peças e filmes e ocupou cargos políticos no Ministério da Cultura.

Na TV, um de seus personagens mais lembrados é o Doutor Victor, feiticeiro inventor e proprietário do “Castelo Rá-Tim-Bum“, edifício mágico que dá nome ao seriado exibido pela TV Cultura. Mais recentemente, chegou a ser escalado para integrar as séries “A Diarista” e “Os Normais”, ambas da TV Globo, e “3%”, produção original da Netflix. Nas novelas, brilhou em “Anjo Mau” (1998) e “Vale Tudo” (1988), onde interpretou o mordomo Eugênio.

Seu trabalho mais recente no teatro foi em 2019, na peça “Um Panorama Visto da Ponte”, fruto de uma parceria bem-sucedida com Rodrigo Lombardi.

No cinema, Mamberti estreou em 1966 com uma participação no longa “Nudista à Força”, dirigido por Victor Lima. Logo na sequência vieram trabalhos como “O Bandido da Luz Vermelha” (1968), “Toda Nudez Será Castigada” (1973), “O Homem do Pau Brasil” (1980), “A Hora da Estrela” (1985),“A Dama do Cine Shangai” (1987) e “Xuxa Abracadabra” (2003).

Uma autobiografia foi lançada neste ano com a colaboração do jornalista Dirceu Alves Jr.. “Sérgio Mamberti: Senhor do meu Tempo” simboliza também a primeira vez em que o ator falou abertamente sobre sua bissexualidade. Ele deixa três filhos.

Despedida

Nas redes sociais, colegas lamentaram a partida. Os atores Cinthya Rachel, Luciano Amaral e Cássio Escapim, colegas do “Castelo Rá-tim-bum”, foram alguns dos que publicaram mensagens de afeto.

Comentários

Topo