Menu Papel POP
A faixa original é do disco “A toada vem é pelo vento”, de 2011 (José de Holanda / Divulgação)

Luiza Brina forma parceria com Castello Branco em nova versão de “Back in Bahia”

Em 2011, Luiza Brina lançou seu disco de estreia. “A toada vem é pelo vento” veio percorrendo a Bahia e o Maranhão, misturando Dorival e Bois, reunindo voz e muitos instrumentos. Entre as oito faixas do projeto, “Back in Bahia” se destacou como uma das raras composições em inglês que a artista registrou.

Agora, em 2021, a canção ganhou uma nova leitura para abrir caminho para uma edição digital de luxo do álbum em dezembro. Mas “Back in Bahia”, que foi relançada nas plataformas digitais na última sexta-feira (24), mudou.

A canção, que foi originalmente feita após a despedida de um amor em um catamarã rumo a Salvador, ganhou companhia: Castello Branco se uniu a Luiza para entoar os versos resilientes da paixão vivida e perdida. O violão saiu de cena, e guitarras e sintetizadores passaram a carregarar a melancolia marítima.

A música, que homenageia referências para Luiza como Gilberto Gil e Maria Bethânia, recebeu uma roupagem experimental com reverbs e pedais. A artista se inspirou nas frequências utilizadas e estudadas por Castello Branco para pensar os efeitos, criando uma atmosfera de mergulho ora nostálgica, ora contemporânea.

Ouça a nova versão:

Comentários

Topo