Menu Papel POP
Álbum mais recente do cantor chegou em 2020 com participações de Becky G e Manuel Turizo (Foto: Divulgação)

Abraham Mateo está no controle; origens, êxitos e canções do astro espanhol

O clipe de “Repetíamos”, lançado por Abraham Mateo neste fim de semana, não deixa dúvida: o jovem garoto espanhol revelado em uma competição infantil no fim dos anos 2000 dá mais um passo em seu amadurecimento e se torna um homem frente às câmeras. Nesta composição em que a nostalgia é a grande protagonista, o artista faz uma viagem pelo deserto na tentativa de esquecer o fracasso de um romance.

O sofrimento se divide entre momentos de reflexão em que as paisagens que o cercam pouco importam diante da tentativa de espantar sentimentos com a dança e uma imaginação fértil. A amada, ao menos no campo inconsciente, vai direto para seus braços em um piscar de olhos.

Esse romantismo exacerbado, que reflete o momento presente, é na verdade mais um capítulo de uma narrativa perpassada inúmeras vezes por temas relacionados ao amor. 

Desde o primeiro disco da carreira, lançado aos 10 anos, o cantor espanhol aposta em canções intensas. Além de faixas inéditas, o artista apresentou àquela altura interpretações de sucessos já consagrados nas vozes melódicas de Alejandro Sanz, Laura Pausini e Luis Fonsi.

Abraham Mateo - Abraham Mateo Lyrics and Tracklist | Genius

Nos discos “AM” (2013) e “Who I Am” (2015), projetos que consolidaram sua fama e nome na Espanha e em países da América Latina, respectivamente, a mesma linha se seguiu. Tanto fizeram essa linguagem e estética pop se conectar com o público jovem que a música “Señorita” alavancou o clipe oficial ao posto de produção audiovisual mais assistida da Espanha, em 2013. 

Foi apenas um empurrão para que os empresários da banda One Direction, projeto findado em 2015 e que apresentou ao mundo os nomes de Harry Styles e Liam Payne, entre outros, decidissem convidá-lo para a abertura de uma série de shows no Peru e no Chile.

Se a maturidade chegou de forma orgânica ou forçosa, diante de tantos compromissos, fica difícil saber. Filho de pai vigia e mãe dona de casa, Mateo começou a cantar ainda aos 7 anos ao passar nas seletivas de “Menuda Noche”, programa da TV andaluza que buscava talentos infantis.

Ao se dividir entre a música e, em um segundo momento, os estudos de Ciências Sociais, parte de um interesse que de certa forma o fizeram parceiro do Unicef em uma campanha mundial de apoio a crianças em situação de vulnerabilidade na Síria, Mateo foi moldando suas canções até que, já adulto, pode se expressar de forma concisa e original nos LPs “Are You Ready?” (2016) e “A Cámara Lenta” (2018). 

Assim como aconteceu com jovens artistas de grande repercussão como Michael Jackson, Britney Spears e Christina Aguilera que, do outro lado do Atlântico deram o pontapé em suas carreiras em projetos paralelos para só então, já adolescentes, se consolidarem mundo afora, o pop maduro do cantor espanhol precisava passar por uma repaginação. 

Com a benção de Dulce María e o duo Mau y Ricky, além de fãs que acompanhavam seus raciocínios, desejos e a própria idade, o rapaz apostou em faixas ainda mais radiofônicas mirando o estrelato definitivo. A empreitada deu certo e fez valer o título que a revista Billboard lhe conferiu anos antes ao inseri-lo na lista “21 Under 21’s Next Class”, que elege as “jovens estrelas mais quentes do planeta”.

As letras passaram a assumir um tom maduro e a flertar abertamente com o R&B, o british pop e o reggae em um movimento que o levou a gravar com a argentina Lali, o grupo norte-americano CNCO e Wisin y Yandel. 

Nas mãos do manager Armando Lozano, responsável pela carreira de Ricky Martin, e em parceria com o mega compositor Edgar Barrera, nada mais pode atrasar o estabelecimento de seu êxito internacional.

Nessa esteira de investimentos surgiram os singles “Loco Enamorado”, um destaque nas paradas Hot Latin Songs e Latin Airplay, ambas organizadas pela Billboard. Nesta última, a entrada foi com “Se Acabó El Amor”, colaboração com Jennifer Lopez e Yandel que o tornou o artista mais jovem da história a encabeçar a lista, aos 19 anos. 

No disco mais recente, disponível desde 2020, Abraham Mateo a mensagem de Mateo fica clara logo no título: “Sigo a Lo Mío”. Na hora de criar, não há mais razão para interferências ou deixar de seguir seu próprio instinto.

***

Ouça o novo single de Abraham Mateo, “Repetíamos”, no streaming. Clique na foto e escolha sua plataforma!

Comentários

Topo