Menu Papel POP
Folhetim sofreu com mudanças de horário em virtude da Copa do Mundo de Futebol (Foto: Divulgação/TV Globo)

Christiane Torloni diz ter sido “enganada” sobre roteiro de “A Viagem”: “era uma comédia”

A atriz Christiane Torloni relembrou, em entrevista ao GShow, o convite que recebeu de Wolf Maia no início dos anos 1990 para protagonizar a novela “A Viagem” como a ciumenta Dinah. A trama está atualmente em exibição no canal Viva.

“O Wolf Maia me mandou uma sinopse sintetizada e corrigida, eu diria. Tenho essa sinopse até hoje. Ele fez uma dedicatória assim: ‘Chris, olha a comédia que está nos esperando'”. Apesar da descrição, Torloni afirmou que o “engano” durou pouco. “Quando começamos a gravar eu falei: ‘Isso é drama'”.

À época, a atriz vivia em Portugal e cogitava abandonar a carreira em meio a um luto. Em 1991, o filho Guilherme, de 12 anos, morreu vítima de um acidente de carro. Hoje, em meio a vários elogios à narrativa e suas respectivas reprises, ela também se diz agradecida pela tática adotada por Maia, diretor da trama.

“Ele disse: ‘Tenho certeza de que se eu tivesse te avisado, você não voltava. Foi maravilhoso ele ter me enganado (…) Ela [a novela] vem nessa moldura de ser uma novela mais leve, mas trata-se de um tema profundamente delicado, sério e de respeito. Em momentos instáveis e de angústias, ‘A Viagem’ acaba sendo um antídoto. Percebo que ela tem esse lugar no coração das pessoas, de conforto, apaziguamento, consolo”.

Em “A Viagem” o espectador se depara com uma história pautada em romance e questões relativas ao espiritismo. Além de Christiane Torloni, fizeram parte do elenco nomes como Antônio Fagundes, Andréa Beltrão, Guilherme Fontes, Lucinha Lins e Suzy Rêgo.

Comentários

Topo