Menu Papel POP
Na semana passada, rapper divulgou o concerto completo de "AmarElo" na Netflix (Foto: Wendy Andrade)

Emicida vai lecionar em residência artística da Universidade de Coimbra

Emicida está prestes a dar um novo passo na carreira e na vida pessoal. Durante três meses, entre 25 de julho e 21 de outubro de 2021, o rapper será mestre em residência artística do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

O artista vai lecionar no projeto piloto da faculdade através de uma agenda diversificada de eventos com palestras, intervenções artísticas, rodas de conversa e entrevistas. “Tendo em consideração a obra e o impacto público de Emicida, de que pode destacar-se o recente documentário de sua autoria ‘AmarElo – É Tudo Pra Ontem’, a residência artística irá promover uma reflexão e um diálogo transatlântico sobre a relação entre arte, ciência e transformação social.”, diz a instituição em comunicado oficial.

“Podemos dizer que até que enfim eu consegui entrar na faculdade! Grato, ansioso e feliz”, disse o artista nas redes sociais. “Muita gente me parabenizando por entrar na faculdade. Obrigado amigos. Mas eu não estou indo como aluno (embora eu seja um eterno aprendiz de tudo) estou indo como mestre ( aliás, adorei o titulo “cátedra insurgente”) e é uma honra sem tamanho”, comentou em um tweet.

Idealizado neste ano, o curso foi criado com o intuito de criar um espaço para criação artística com “impacto público na promoção dos direitos humanos, na afirmação de vozes e linguagens negligenciadas pela cultura académica e no estreitamento de diálogos com os movimentos sociais na Europa e no Sul global.”

Colhendo boas novas neste mês de julho, Emicida concorreu ao BET Awards 2021 na categoria de Melhor Artista Internacional. Na semana passada, o artista divulgou o concerto “AmarElo – Ao Vivo” no catálogo da Netflix. Além do show completo no streaming, as faixas também chegaram nas plataformas digitais de áudio.

Comentários

Topo