Menu Papel POP
Todos os filmes da trilogia estão disponíveis na Netflix (Divulgação)

Diretora de “Rua do Medo” deseja criar universo cinematográfico compartilhado da franquia

Durante as primeiras semanas de julho, a Netflix recebeu os três filmes que contemplam a franquia “Rua do Medo“. Com altos índices de audiência e boa recepção da crítica, a diretora Leigh Janiak acredita que a saga inspirada nos livros de R.L. Stine tem potencial para novas produções e formatos. Especificamente, a cineasta espera que a franquia se desdobre em um universo cinematográfico compartilhado, o “MCU do terror”.

“O interessante sobre ‘Rua do Medo’ é o fato de que o universo é grande e permite muito espaço”, disse Janiak ao IndieWire em entrevista divulgada neste domingo (18). “Uma das coisas que falei antes de ser contratada é que temos um potencial aqui para criar um [Universo Cinematográfico] como a Marvel, onde você pode tem assassinos de muitas épocas diferentes. Você tem o cânone de nossa mitologia principal que é construído em torno do fato de que o diabo vive em Shadyside, então também há espaço para todo o resto.”

“Eu acho que minha esperança é que o público goste o suficiente para que possamos começar a construir [mais], que possamos pensar sobre o que outra trilogia seria, o que seria autônomo, o que seria a TV”, continuou Janiak. “Eu nem penso mais nisso como na TV ou nos filmes. Essa é a grande coisa sobre a Netflix e sobre o que ‘Rua do Medo’ é, uma coisa meio híbrida. Estou animada com a possibilidade de outras coisas acontecerem”, expressou a cineasta. “Eu realmente comecei a ficar animada com um filme de terror dos anos 50, que eu realmente não tinha visto e o que isso significa. É muito legal pensar sobre as diferentes eras e o que é possível como um fã de terror.”

Por enquanto, a plataforma de streaming não revelou os futuros planos para a franquia. Confira o trailer da trilogia:

Comentários

Topo