Menu Papel POP
A parceria foi celebrada com um clipe sensual e intimista nesta sexta-feira, 23 (Divulgação)

CHAMELEO e Carol Biazin falam sobre processo colaborativo de “Enigma” ao PapelPop

Há dois anos, quando estava em um camping de composição, CHAMELEO conheceu o trabalho de Carol Biazin. Os dois curitibanos estavam trabalhando no álbum de uma amiga em comum e acabaram desenvolvendo uma amizade pela web.

O encontro presencial aconteceu apenas em junho deste ano, quando os artistas se juntaram para filmar o clipe de “Enigma” no Paraná. O convite veio diretamente de CHAMELEO, que mirava mais um bom feat para seu próximo álbum de estúdio.

“Quando eu pensei na música, me veio à cabeça: ‘preciso mandar para Carol Biazin’. Ela se apaixonou pela música no primeiro momento e esse encontro foi super natural”, conta o artista em entrevista ao PapelPop.

Depois disso, só uma adaptação foi necessária. “A música já estava pronta, mas, na hora de gravar, eu pedi para mudar um pouco. Adaptei a letra para caber na minha melodia. E então acabei adentrando muito no universo dele”, relembra Biazin.

O resultado dessa parceria chegou às plataformas digitais na quinta-feira (22) e às telinhas do YouTube nesta sexta (23), fazendo jus ao próprio título. “Enigma” veio para abordar questões íntimas de atração e desejo, de mistério e conquista.

“Essas relações enigmáticas são poéticas, mas, na realidade, a gente quer transparência. Eu sinto que a faixa é bem carnal quanto ao jogo de sedução”, reflete CHAMELEO.

Sob a direção de Leticiah Futata, o registro audiovisual traz uma estética inteiramente em preto e branco para brincar com contrastes, silhuetas e interações entre os dois artistas. Há uma mistura de sensualidade e mistério na narrativa intimista e noir, que se diferencia de outros trabalhos de CHAMELEO.

“Em cada clipe, eu exploro uma vertente minha. Nesse, eu quis trazer algo bem chique e conceitual. Em ‘frequente(mente)’, trouxe uma ‘pira’ mais sci-fi”, exemplifica. “O próximo vai ser completamente diferente e o outro também. Eu gosto que cada clipe seja uma experiência única e diferente da passada”.

Para ele, essa versatilidade faz parte dessa sua persona artística que busca novas facetas para entregar ao mundo. “Cada dia eu visto um CHAMELEO, assim como o camaleão muda de pele. Essa persona é bem intrínseca em mim”.

“Enigma” também traz aspectos diferenciados para a videografia de Biazin. Com o vídeo, ela se sente poderosa para dar novos passos e flexível para adaptar sua essência na colaboração.

“Quando soube que o clipe seria em preto e branco e recebi as referências das texturas e da estética chique, que também trazemos nos looks, eu deixei CHAMELEO ir para o universo dele”, conta. “Minha vontade sempre foi de entrar na vibe do artista quando sou convidada para um feat”.

Diferente de Biazin, que anda curtindo seu recente álbum, “Beijo de Judas”, CHAMELEO prepara sua nova fase. Ele está trabalhando em conceitos não só musicais mas também visuais para um disco inédito, ainda sem título e previsão de estreia.

“Para escrever um álbum, você vê suas histórias e sentimentos. Então isso já mexe com a gente. O fato de eu ser um artista independente e ter que cuidar de todos os âmbitos da minha carreira também traz uma ansiedade em cima do projeto todo”, avalia o cantor e compositor.

Apesar dos desafios, o curitibano sente que essa é a melhor coisa que já fez na vida. Agora, o álbum está passando pelo processo de finalização do conceito estético e do material fotográfico para, finalmente, ser lançado.

“É um filho que estou esperando. Me sinto no final da gestação. Eu sou um camaleão porque estou sempre me adaptando; levo isso na minha vida pessoal e não seria diferente na profissional. Logo vai ter um ‘camaleãozinho’ aí para vocês”, celebra.

Comentários

Topo