Menu Papel POP
Projeto inédito conta com aproximadamente seis horas de duração (Reprodução)

“The Beatles: Get Back”, série documental dirigida por Peter Jackson, chega ao Disney+ em novembro

Nesta quinta-feira (17), o Disney+ confirmou a chegada de “The Beatles: Get Back“, série documental dividida em três partes, nos dias 25, 26 e 27 de novembro deste ano. Sob direção de Peter Jackson, cada episódio tem aproximadamente duas horas de duração.

O projeto original da plataforma de streaming foi concebido ao longo dos últimos três anos e conta com materiais inéditos, incluindo a última apresentação do grupo.

“Como um grande fã dos Beatles, estou absolutamente emocionado que Disney+ será o lar desta extraordinária série de documentários do lendário cineasta Peter Jackson”, disse Bob Iger, presidente executivo e presidente do conselho da The Walt Disney Company. “Esta coleção fenomenal de filmagens nunca antes vistas oferece um olhar sem precedentes sobre a camaradagem, composição genial e impacto indelével de uma das bandas mais icônicas e culturalmente influentes de todos os tempos, e mal podemos esperar para compartilhar ‘Beatles: Get Back ‘com fãs de todo o mundo. ”

Peter Jackson comentou: “Em muitos aspectos, a notável filmagem de Michael Lindsay-Hogg capturou várias histórias. A história de amigos e de indivíduos. É a história das fragilidades humanas e de uma parceria divina. É um relato detalhado do processo criativo, com a elaboração de canções icônicas sob pressão, situado em meio ao clima social do início de 1969. Mas não é nostalgia – é cru, honesto e humano. Em seis horas, você conhecerá os Beatles com uma intimidade que você nunca pensou ser possível. ”

“The Beatles: Get Back” leva o público ao passado para as sessões de gravação íntimas da banda durante um momento crucial na história da música. O documentário foi compilado a partir de mais de 60 horas de filmagens inéditas filmadas em janeiro de 1969 (por Michael Lindsay-Hogg) e mais de 150 horas de áudio inédito. O vencedor do Oscar por “Senhor dos Anéis” é a única pessoa em 50 anos a ter acesso a esses arquivos privados de filmes.

Confira uma prévia divulgada em dezembro do ano passado:

Comentários

Topo