Menu Papel POP
Single é o primeiro lançamento de "Lady Leste", próximo álbum da artista (Foto: Rodolfo Magalhães)

Gloria Groove usa nostalgia como motor e faz tributo aos anos 2000 no clipe de “Bonekinha”

Gloria Groove inaugurou a era “Lady Leste” na última quinta-feira (17) com o lançamento do single “Bonekinha“. Na tarde de hoje, o clipe da faixa chega para completar a estreia da nova fase da artista.

O registro audiovisual é uma grande homenagem à adolescência de Gloria, que viveu o período em meados dos anos 2000. Tendo a nostalgia como o grande motor estético e musical do trabalho, a cantora traz elementos como o quarto forrado de pôsteres e adesivos, o celular V3 rosa, o passeio da lan house, a azaração na rua, na praça e na quermesse. Existe até um trecho cinematográfico e cyberpunk da queen pilotando uma moto numa alusão à famosa Radial Leste. A direção é de Felipe Sassi.

Assista:

Nascida na Vila Formosa, zona leste de São Paulo, a artista contou ao Papelpop detalhes sobre o tributo feito no novo trabalho, em coletiva realizada na tarde de ontem:

“‘Lady Leste’ é, sem dúvida, uma forma de celebrar as nossas conquistas. Faz todo o sentido na fase em que estou sendo mais vista, eu apontar para a minha história. Mostrar pra você e falar ‘Tá achando incrível? É daqui que eu vim, essa é minha história, esse é o meu rolê’. Essa é a força que acho que ‘Lady Leste’ tem, com esse nome metade em inglês, metade em português que tem o poder de globalizar ao mesmo tempo que enraíza, e te dá a sensação de que está em casa. Desde ‘O Proceder’, que é o meu primeiro álbum, eu venho reafirmando esse meu amor e orgulho de ser uma pessoa que vem da zona leste. Lady Leste é um jeito de celebrar isso em CAIXA ALTA. Dedicar uma era a esse alter ego, que não podia se diferente. As mulheres que vivem a minha volta e que me criaram, criaram a Lady Leste. Ela é um produto desse amor.”

De acordo com a artista, o próximo disco será o mais pop da carreira, mas também terá uma veia forte do rock em termos de atitude e nas pinceladas de guitarra em certas faixas. Para o caldeirão de ritmos, ela disse que, assim como na moda, ela adora brincar com texturas. O que propõe no projeto é fazer experimentações musicais e inovar.

Já está confirmado que o álbum terá gêneros como o funk, o trap, o hip hop, o EDM [electronic dance music], o reggaeton e a rasteirinha. A escolha vem também de um saudosismo, já que foram ritmos que consumia na adolescência.

Ao ser questionada sobre número de canções e data de estreia do disco, Gloria revelou que o projeto ainda está em processo de desenvolvimento. Algumas músicas já foram gravadas, mas ainda há espaço para colaborações e músicas que não fazem parte do planejamento atual.

Ouça “Bonekinha” nas plataformas digitais:

Spotify | Deezer | Apple Music

 

Comentários

Topo