Menu Papel POP
A série terminou na 3ª temporada (Reprodução)

GLAAD e outras organizações LGBTQ+ pedem apoio a “Pose” aos votantes do Emmy

Encerrada, a série “Pose” recebeu um forte apoio do GLAAD e outras organizações LGBTQIA+ nesta quinta-feira (17). O grupo enviou uma carta aberta à Academia de Televisão dizendo que chegou o momento de honrar a produção e os membros do elenco, que inclui nomes como Mj Rodriguez, Dominique Jackson, Indya Moore e Hailie Sahar.

“Os votantes do Emmy têm a oportunidade de fazer história nesta temporada, uma oportunidade de celebrar toda uma comunidade sub-representada que não foi valorizada por sua visão artística, criatividade ou contribuições”, diz o parágrafo de abertura.

Apesar de reconhecerem a importância dos prêmios que “Pose” já recebeu, os signatários reforçam a necessidade de mais: “Embora Billy Porter tenha se tornado o primeiro homem preto abertamente gay a vencer um Emmy por ‘Pose’ e a primeira temporada tenha recebido indicação para Melhor Série de Drama, mais reconhecimento é merecido agora”.

A carta diz que votar para “Pose” representaria que muitos dos problemas abordados na trama — como transfobia, homofobia, racismo, pobreza, epidemia de AIDS e violência contra minorias — precisam de atenção.

Em nota, Sarah Kate Ellis, presidente do GLAAD, relembra: “‘Pose” abriu novos caminhos para a inclusão transgênero, tanto na frente quanto atrás das câmeras, deixando para trás um legado que vai mudar o futuro da representação trans na televisão”.

Entre os que assinam a carta, estão Black AIDS Institute, Family Equality Council, Frameline, GLSEN, Inside Out, Harlem Pride, Human Rights Campaign, Lambda Legal, National LGBTQ Task Force, National Center for Lesbian Rights, Newfest, Outfest, Transgender Law Center, The Trevor Project e True Colors United.

Tudo isso chega bem no momento em que começa a votação para nomeações ao Emmy Awards.

Comentários

Topo