Menu Papel POP
Discografia do cantor é marcada por baladas (Foto: Divulgação)

“Fiebre de Amor”, “Tu Fanático”, “Azúcar Amargo”: canções românticas de Pedro Capó para ouvir em dias frios

Mesmo que o verão no Hemisfério Sul não atinja temperaturas tão baixas, uma coisa é certa: entre os meses de maio e agosto você tem nas mãos o momento perfeito pra passar as noites enrolado no cobertor tomando uma bebida quente. Melhor, ouvindo músicas que, eventualmente, possam deixar seu coração aquecido! O cantor porto-riquenho Pedro Capó, que há quinze anos fez seu debut na música com o disco “Fuego y Amor“, deixou claro desde o início como seu repertório abraça essa vertente.

O disco mais recente, “Munay” (2020), explora para além de sonoridades essencialmente latino-americanas, as mais variadas manifestações do amor, seja ele erótico, romântico ou mesmo o que se alimenta por si próprio. São muitos os exemplos dessa intrínseca relação que mantém há anos as composições e que, com certeza, fazem o ouvinte enxergar um horizonte um tanto mais colorido. Abaixo, você confere uma seleção de faixas perfeita para ouvir quando a temperatura despencar – esteja você ou não na companhia de um romance.

“Fuego y Amor”

A faixa que dá título ao trabalho de estreia de Pedro Capó, “Fuego y Amor”, descreve um amor na fase inicial. Flertes e idealizações fazem desta composição, uma balada divertida e fresca em que o principal objetivo é conquistar a amada. Furores da paixão, sabe?

La Sábana y los Pies”

Eleita música de trabalho do disco “Munay”, esta aqui vem cadenciada pelo charango e a quena, ambos gêneros tradicionais da música peruana. A letra narra um amor vivido “a medias”, em que os envolvidos nunca estão satisfeitos com a duração de seus encontros. Efervescência pura! Juntos, por fim, decidem que a união definitiva para se livrar das noites frias e solitárias, bem como de medos eventuais, não é “tan mal negócio”.

“Fiebre de Amor”

A vida ganha cor quando se está envolvido e no universo particular de Pedro Capó a regra não é diferente. Quando lançou o single “Fiebre de Sol”, o cantor abriu o coração para narrar um amor completo, daqueles que arrancam a voz e, quando correspondidos, acabam por se tornar a única salvação para o coração de um pobre apaixonado.

“Si Tú Me Lo Pides” (com Kany García)

“Se você me pedir
estas palavras não se perderão no vento
e serei aquele que te entregou o último beijo
aquele que vive para chegar ao seu coração”

Compositora renomada (e autora de incontáveis sucessos, diga-se de passagem), a mexicana Kany García é uma das tantas colaborações bem-sucedidas de Capó. Em 2011, os artistas uniram forças em “Si Tú Me Lo Pides”, uma balada envolvente que versa sobre o poder regenerativo do amor. Basta uma palavra para mudar tudo. Pena que não foi single…

“Estoy Enamorado” (com Thalia)

O disco “En Primera Fila”, de Thalia, fez tanto sucesso que ganhou uma reedição um ano depois. Inspirada, a cantora passeou por clássicos como “Cosiéndome el Corazón” e “Equivocada” no setlist.

O destaque, entretanto, está na versão especial que fez de “Estou Apaixonado”, sucesso da dupla Donato & Estefano, tempos depois regravado pelos sertanejos João Paulo e Daniel. Com Pedro Capó e em espanhol, a musa confere à canção contornos ainda mais dramáticos. Também há uma versão solo, apenas com Capó, reservada ao disco “En Letra de Oro”.

“Tutu” (com Camilo e Shakira)

“Tutu”, grande sucesso do disco de estreia do colombiano Camilo (“Por Primeira Vez”), já era um sucesso. Tornou-se ainda maior quando Shakira, a pedido dos fãs, decidiu convidar o colega para fazer um remix. Ao lado de Pedro Capó e do conterrâneo, a cantora faz com que esta canção de amor incondicional se torne ainda mais um hit sobre destinos entrecruzados e desejos que consomem. É também uma oportunidade propícia para você conquistar o(a) @. Tá esperando o quê para mandar essa na DM de alguém?

“Calma”

“Calma”, um típico hit do verão, ganhou tempos depois de sua estreia, já com seu sucesso encaminhado nas paradas, um remix ao lado de Farruko. A verão original, no entanto, já tem força por si só. Embalado pelo reguetón, o cantor cria por meio da música a paisagem perfeita para um romance: o Caribe. Sol, praias, amor e movimentos lentos contra o vento. O clipe representa bem esse recorrido.

“Azúcar Amargo”

“Você chega e me beija
é um açúcar amargo
um anjo, um diabo
maldita cilada
sinto que já não te tenho
você mente, não te conheço bem”.

Sentimentos agridoces? Temos! Em “Azúcar Amargo”, mais uma do disco “En Letra de Oro” e regravação da cantora Fey, o cantor abre o coração pra cantar uma paixão não correspondida. Uma composição arrancada da alma.

“Tu Fanático”

“Munay”, com certeza, é o álbum mais diverso da trajetória de Pedro Capó. Na faixa “Tu Fanático”, agora dona de um remix com Nicki Nicole e De La Gheto, o cantor assume ter um coração que vive no automático, entre a vida e a morte. Nesta composição, ele mergulha em um lado mais dark das relações. É de longe a canção mais agressiva do disco e a que toca em questões como adrenalina, sexo e obsessão.

***

Gostou? Pois lembre que a entrevista feita com Pedro Capó pelo Filtr Brasil está disponível no canal oficial da plataforma, no YouTube. Já deu uma conferida? Vem de play!

Comentários

Topo