Menu Papel POP
A produção mostrará as Meninas Superpoderosas adultas (Reprodução)

Presidente da CW explica rejeição do 1º piloto da série “Powerpuff”: “Brega demais”

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (25), Mark Pedowitz — presidente da CW — explicou por que a primeira versão do piloto da série “Powerpuff” foi rejeitada.

De acordo com a Variety, ele disse que o episódio inicial pode ter parecido um pouco “campy” demais. Em inglês, o termo costuma ser usado para descrever algo exagerado, brega e cafona.

“Não parecia tão enraizado na realidade como deveria ser”, explicou o executivo antes de reforçar que ainda vê potencial na série e, por isso, deu mais uma chance para a equipe.

Conforme já tinha sido divulgado, o piloto será retrabalhado para ser novamente apresentado à emissora.

Mark acrescentou: “Nós acreditamos completamente no elenco. Acreditamos em Diablo [Cody] e Heather [Regnier], as roteiristas. Acreditamos nos auspícios de Greg Berlanti e da Warner”.

“Queremos acertar antes de lançar”, concluiu o executivo, se mostrando ciente da expectativa do público em torno da produção.

A proposta da série live-action é mostrar as Meninas Superpoderosas aos vinte anos, achando que desperdiçaram a infância para combater o crime. Na história, elas terão que se unir para salvar o mundo de uma grande ameaça.

Comentários

Topo