Menu Papel POP
Apresentação foi gravada à distância, no Brasil (Foto: Divulgação)

O show de Luedji Luna na série Tiny Desk é o que você verá de mais admirável neste sábado

A NPR ofereceu aos espectadores neste fim de semana uma ação especial dentro da programação do festival virtual AFROPUNK Black Spring. Como parte do lineup, os organizadores arquitetaram um “encontro” com a tradicional série Tiny Desk a fim de reunir jovens atrações da música afro ibero-americana.

Além do grupo colombiano ChocQuibTown, da cantora porto-riquenha Calma Carmona e da rapper portuguesa Nenny, a brasileira Luedji Luna esteve entre as convidadas. Anunciada como sendo dona de “uma voz com doçura, suavidade e alma”, a artista apresentou três canções do repertório de “Bom Mesmo é Estar Debaixo D’Água”, considerado um dos melhores álbuns nacionais de 2021.

Na sala de casa e sem grandes artifícios, Luna fez jus aos títulos que recebeu ao mostrar que a poesia ganha outros contornos quando conduzida por si própria. Vale a pena assistir todo o set, mas se você quiser ir direto ao show da musa, fica a dica: ele rola a partir de 27:38.

Com transmissão no YouTube e no Facebook, o Afropunk recebeu nesta edição, a segunda realizada inteiramente em formato virtual, outros nomes de peso da MPB. Seu Jorge, Jup do Bairro e Black Pantera também subiram ao palco.

A iniciativa nada mais é do que uma celebração de “diversas expressões negras da diáspora africana imersa em atitude e ativismo de resistência”, definindo-se ainda de acordo com os responsáveis como “um ethos punk fundamental para a libertação negra — a nível de existência e igualdade global”.

Comentários

Topo