Menu Papel POP

Showrunner de “Falcão e o Soldado Invernal” fala sobre relação da série com a pandemia e o movimento “Black Lives Matter”

A Marvel tem um calendário cheio em 2021. Após a série de sucesso “WandaVision“, em março “Falcão e o Soldado Invernal” deve estrear no Disney+.

A produção deve abordar como Sam Wilson (Anthony Mackie), o Falcão, lida com a passagem do manto de Capitão América para si.

O lançamento da série acontece na sequência das manifestações sociais do movimento “Black Lives Matter”, o que gera relações entre a representação de um homem negro como símbolo dos Estados Unidos.

Questionado sobre a relação da série com o movimento, em entrevista ao SFX divulgada hoje (24), o showrunner Malcolm Spellman comentou a temática:

“É engraçado, porque se alguém me perguntasse: ‘Em um milhão de anos, você poderia prever o que estava acontecendo?’ Eu fico tipo, ‘Sim, sou negro’. Estamos excepcionalmente qualificados para diagnosticar este país e ter uma noção de para onde ele está indo.”

A produção episódica também deve investigar os efeitos colaterais do “blip”, o desaparecimento de metade dos seres vivos após o estalo de Thanos. Nessa questão, Spellman também vê paralelos com a nossa realidade. Apesar das gravações terem sido feitas antes da pandemia, há conexões:

“Não há como esconder o fato de que quatro bilhões de pessoas no MCU desapareceram por cinco anos e depois voltaram. E nosso programa começa a partir daí e fala diretamente sobre como o mundo se sente em um fluxo de lidar com um problema global ,” ele diz. “Como quando pandemia nos atingiu e todo o planeta teve que se unir e lidar com ela, a sinergia é perfeita.”

Por fim, de volta ao tema dos atos da comunidade negra, o executivo também falou sobre a interação com o estúdio ao tocar em temas sociais como este:

“A mesma coisa com os problemas de um homem negro lidando com aquele escudo. As histórias estão aí. Elas estão na nossa cara desde sempre. Não há como evitar e a Marvel não pede que você evite. O que eles pedem é que você nunca sobrecarregue a narrativa. Que deixe a história enérgica, divertida e inspiradora e, dentro disso, seja honesto e verdadeiro.”

“Falcão e o Soldado Invernal” estreia em 19 de março.

Comentários

Topo