Menu Papel POP
Remix de "Physical" faz parte de edição especial do disco "Future Nostalgia" (Foto: Divulgação)

Dua Lipa lembra sensação de trabalhar com Gwen Stefani: “Não podia acreditar”

Uma das responsáveis pelo “revival” da era dos remixes, Dua Lipa disse nesta semana, durante entrevista a Zane Lowe, na rádio Beats1 (via Billboard), que não acreditou quando Gwen Stefani topou sua proposta de colaboração. As duas dividem os vocais no remix de “Physical”.

“De verdade, não acreditei. Não podia acreditar”, disse, emocionada. “Eu me sentei ao lado do telefone e estava, literalmente, com as mãos no rosto. Eu estava tipo, ‘Meu Deus, isso é uma loucura’. Fiquei apenas andando pela sala, como se dizendo ‘Eu consegui!'”.

A artista também fez elogios à postura da colega durante o processo criativo.

“O jeito que tudo aconteceu foi tão legal porque basicamente contatamos Gwen e o time dela e tentamos usar, a princípio, o sample de ‘Hollaback Girl'”, explicou. “E eu pensei ‘Talvez nós devêssemos apenas perguntar, ver se ela quer fazer algo.’ E ela amou o remix de Mark Ronson!”.

Tempos depois veio a surpresa. “Ela disse ‘Eu adoraria fazer parte disso.’ Foi um período tão emocionante, especialmente, porque foi aquele período de bloqueio e todo o projeto veio junto porque todos estavam em casa. Ouvir músicas que achei que conheço há muito tempo, parecia tudo tão novo ali. Então, eu estava realmente redescobrindo a música em si de uma maneira diferente”.

Lipa aproveitou a ocasião para agradecer à DJ The Blessed Madonna, responsável por outros trabalhos, entre eles o remix de “Levitating” com a própria rainha do pop, Madonna. “Eu realmente não poderia ter feito isso sem ela. Ela foi quem orquestrou tudo por trás disso. Foi incrível poder trabalhar ao lado dela e aprender, ela é incrível”.

Recentemente, “Future Nostalgia” ganhou, para além dos remixes, uma versão extra intitulada “Moonlight Edition”. Entre as novidades está a inédita “We’re Good”.

Comentários

Topo