Menu Papel POP
A primeira parte da série já está disponível na Netflix (Divulgação)

Criador de “Lupin” fala sobre possível participação de Sherlock Holmes na série

Sherlock Holmes pode dar as caras em “Lupin“, uma das novas séries da Netflix. A informação foi revelada pelo próprio criador da produção, George Kay em uma entrevista à Radio Times que foi divulgada no último final de semana.

Tudo começou quando o artista estava comentando a mudança engraçada do nome de Sherlock para “Herlock Sholmes” nos livros que inspiraram “Lupin”. Na obra original, o detetive inglês é apenas o coadjuvante, mas teve o nome alterado porque Arthur Conan Doyle reclamou do uso do personagem sem autorização.

Kay então contou que, assim como nos livros, as histórias de Lupin e Sherlock podem se cruzar na série. “Falando honestamente, houveram [discussões]. Há algumas ideias circulando em torno disso que eu tenho muito interesse em explorar”, revelou.

Já que a produção da Netflix não traz Arsène Lupin, mas faz com que o ladrão Assane Diop seja um fã da história dele, George Kay sugeriu que a participação de Sherlock na trama poderia também ser por meio de um admirador:

“A fanbase de Arsène Lupin, que é evidente na história, terá que travar os chifres com os fãs de Sherlock Holmes. Ter esse tipo de diversão seria realmente legal, e não é algo que não tenhamos discutido”

Lançada em janeiro deste ano, a primeira temporada de “Lupin” deve ganhar cinco novos episódios entre junho e setembro. Vale lembrar que os episódios que dão início a série estão disponíveis na Netflix. Se ainda não viu, confira o trailer:

Comentários

Topo