Menu Papel POP
A canção toca no novo documentário do artista (Reprodução)

Emicida e Gilberto Gil cantam sobre ciclos da vida no clipe de “É Tudo Pra Ontem”

MAIS SOBRE:

Aquecendo a nossa quinta-feira (10), Emicida acabou de lançar a música “É Tudo Pra Ontem”. Ela chegou às plataformas digitais junto com um clipe que mostra o artista na frente do Theatro Municipal de São Paulo, enquanto imagens são projetadas no edifício.

Entre os closes em Emicida, o vídeo ainda mostra cenas de Gilberto Gil dentro de um estúdio de gravação. Ele, que é um dos maiores ícones da música brasileira, participa da faixa recitando um trecho do livro “A Vida Não É Útil”, do escritor e líder indígena Ailton Krenak.

A mensagem que se passa ali é de celebração. Em coro, é possível ouvir eles cantando no refrão: “Viver é partir/ Voltar e repartir/ Partir, voltar e repartir/ Viver é partir/ Voltar e repartir/ Partir, voltar e repartir”.

Vem conferir!

A canção já tinha aparecido no final do documentário que também se chama “É Tudo Pra Ontem”. Ele foi lançado por Emicida em parceria com a Netflix no último dia 8 de dezembro. O Papelpop bateu um papo com o artista sobre o projeto. Para conferir, é só clicar aqui.

Comentários

Topo