Menu Papel POP
Lista de indicados deixou de fora grandes lançamentos (Divulgação)

The Weeknd, Bob Dylan e Selena Gomez: os grandes esnobados do Grammy Awards 2021

Na tarde desta terça-feira (24), foram revelados os nomeados às 84 categorias do Grammy 2021. Com nove indicações, Beyoncé liderou a lista, seguida por Taylor Swift, Dua Lipa e Roddy Ricch, que tiveram seis cada.

Nomes como Lady Gaga, Harry Styles, Billie Eilish, Chloe x Halle, Megan Thee Stallion, Doja Cat, Justin Bieber, Fiona Apple, J Balvin e Bad Bunny também apareceram entre os indicados. Contudo, sempre há uma listagem com os esnobados do ano. Vamos lá?

The Weeknd, que arrecadou vários prêmios nos últimos meses pelo álbum “After Hours”, recebeu um total de zero nomeações. A música “Blinding Lights”, por exemplo, foi uma das mais tocadas nas rádios e arrasou nos charts, mas não chegou a receber o reconhecimento da Academia. O artista é a atração do intervalo do próximo Super Bowl, que acontece em 2021.

Katy Perry, novamente, também viu disco “Smile” sendo deixado de lado na seleção final. Faixas como “Daisies” e “Never Really Over” ficaram de fora. Desde o disco de estreia, “One Of the Boys” (2008), a artista recebe indicações, mas nunca obteve sucesso.

Quem também foi lembrada pelos fãs foi Selena Gomez. Mas só pelos fãs mesmo. A artista, que arrasou com o introspectivo e pessoal disco “Rare”, não conseguiu emplacar os projetos em nenhuma das categorias. Nem os singles “Look at Her Now” e “Lose You to Love Me”, elogiados pela crítica à época da estreia, foram reconhecidos nas categorias de gravações pop.

O ícone Bob Dylan, responsável por um dos discos do ano, também não emplacou as novas criações entre o time votante da Academia. O álbum “Rough and Rowdy Ways”, que já figura entre as listas de melhores de 2020, foi completamente ignorado.

E Jessie Ware com “What’s Your Pleasure?”? O disco lançado em junho deste ano arrecadou ótimas críticas por parte da mídia especializada e também do público, mas não chegou a ser lembrado em nenhuma categoria.

Rina Sawayama também foi muito elogiada por parte dos veículos midiáticos com o álbum “Sawayama”, que veio em abril. As músicas caíram no gosto do público jovem, rendendo bons números para a artista. Mas nada de indicações.

O BLACKPINK, bem como K-Pop, foram igualmente esquecidos pela organização. Por mais que a faixa de comeback “How You Like That” tenha sido um grande hit do verão no hemisfério norte, as Idols não foram agraciadas.

Na parte country, veículos especializados como Billboard e Variety também sentiram falta de mais destaque para o quarteto The Highwomen, que já foi indicado 27 vezes ao prêmio e venceu 7. Elas garantiram somente uma nomeação de Melhor Música Country com “Crowded Table”.

Apesar de ter sido indicada, Fiona Apple e “Fetch the Bolt Cutters”, que concorre a Melhor Álbum Alternativo, surpreenderam ao não emplacar a categoria Álbum do Ano. O lançamento foi amplamente elogiado pela crítica, recebendo 98% no Metacritic – a melhor avaliação de 2020 – e nota 10,0 da revista Pitchfork.

Diz aí: quem merecia estar lá e acabou de fora?

Comentários

Topo