Menu Papel POP
Último trabalho de estúdio da artista chegou em 2010 (Foto: Reprodução)

Produtor diz que novo álbum de Sade está sendo finalizado

MAIS SOBRE:

Afinal de contas, 2020 está preparado para um comeback de Sade? Um dos maiores nomes da história do R&B, a artista se dedica neste momento à finalização de um novo álbum de estúdio – o primeiro em dez anos.

Quem revelou a informação foi o baixista Paul Spencer Denman, em uma recente entrevista à revista GQ. Com o relançamento de todo o catálogo do grupo em LP, Denman revelou que tem passado os últimos dias na casa de Sade Adu em Gloucestershire, condado na região Sudoeste da Inglaterra. É lá onde, em meio à pandemia, se concentram os trabalhos.

“Não havia uma data específica em mente quando embarcamos nesse projeto”, disse, justificando a demora. “O que tínhamos era apenas o desejo de reunir um conjunto de trabalhos em vinil, alguns dos quais não estavam amplamente disponíveis na época do lançamento”.

Lançado em fevereiro de 2010, “Soldier of Love” chegou após um primeiro longo hiato, também de dez anos. O projeto, inédito, vendeu 500 mil cópias apenas no Reino Unido na semana de estreia e dominou os charts, estreou em #1 na parada Billboard 200. Com densas canções de amor, a obra contempla o que há de melhor no repertório da artista em roupagens atualizadas.

Os rumores de um novo projeto vem desde 2018 quando o músico Stuart Matthewman, também membro do grupo Sade, afirmou ao site Rated R&B que havia algo a caminho. “Quando estivermos todos felizes, deixaremos o mundo ouvir isso”, disse. “Sade não está interessada em fama ou qualquer outra dessas coisas. Ela gosta de arte. Então quando estiver pronto, vai sair”.

Em julho de 2010, a respeitada diretora Sophie Muller, que além de ser uma frequente colaboradora da artista também tem no currículo produções em parceria com Shakira, No Doubt e Garbage, voltou a comentar a possibilidade de o público ter acesso ao material inédito. “Acredito que chegue em 2020. Claro, há uma série de eventos quando as coisas deveriam estar sendo interrompidas. Talvez no ano que vem?”.

Comentários

Topo