Menu Papel POP

Miley Cyrus diz que diretores do VMA a desrespeitaram quando pediu para ser tratada como um homem

Miley Cyrus fez uma apresentação icônica no VMA 2020 que ocorreu neste último domingo (30). Mas, de acordo com a artista, não foi tudo perfeito.

Em entrevista ao podcast do Joe Rogan, a dona de “Midnight Sky” disse que os diretores da apresentação da MTV fizeram comentários desrespeitosos após ela dizer que gostaria de ser tratada da forma que tratam os homens.

Miley começou explicando que ela estava no ensaio e queria que a produção desligasse uma luz “que dá beleza” às artistas femininas. É uma luz no palco, de acordo com Cyrus, só usada nas mulheres. “Você nunca diria ao Travis Scott ou Adam Levine que eles não poderiam desligar essa luz. Eu quero luz vermelha”, contou. Daí concordaram e falaram que fariam o mesmo que fazem com os caras.

Então, Miley teve problemas com a roupa e os diretores disseram: “‘Você quer ser tratada e iluminada como um cara, não estaríamos lidando com isso se fosse um cara’. Um cara não estaria fazendo isso porque ele não venderia sexo em suas apresentações como eu vou. E eu estou ciente disso”, terminou.

Além de falar do VMA, a artista comentou sobre o incêndio ocorrido em 2018, na Califórnia, que fez com que ela perdesse sua casa. “Eu sou bem diferente. Eu honestamente sinto que minha voz mudou muito depois do incêndio. Eu consegui cantar melhor após isso. É quase como se tivesse liberado algo em mim.”

Recentemente, Miley fez uma apresentação à BBC Radio’s 1 Live Lounge e nela fez um cover de “My Future”, da Billie Eilish. Confira aqui.

Caso não tenha visto a apresentação no VMA, veja abaixo:

Comentários

Topo