Menu Papel POP
Iniciativa privilegia nomes da cena regional e tenta driblar desafios da pandemia (Foto: Divulgação)

Agulha.R: projeto reúne sessions e entrevistas com Ana Frango Elétrico, Josyara e mais

Com espaços físicos de portas fechadas por conta da pandemia, 2020 tem sido um ano um tanto ingrato para com a arte. Diante da necessidade de encontrar novas formas de fazer artista e obra impactarem o público, o Agulha, tradicional casa de cultura de Porto Alegre, dá seu primeiro passo em meio ao caos.

A fim de retomar atividades de forma segura e responsável, os curadores do espaço, referência no circuito de shows nacional, lançaram neste mês de setembro o projeto Agulha.R. Com o apoio da Natura Musical e da Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, a proposta gira em torno da promoção de um novo ambiente digital para a música autoral brasileira.

Deste modo, o espectador passa a ter acesso, em casa, a uma série de conteúdos audiovisuais. Para isso, o famoso galpão gaúcho que já recebeu no palco nomes como Letrux, Ava Rocha e Boogarins, será usado como plataforma para a divulgação de conteúdos como entrevistas, shows e pesquisas com foco na cena regional.

Por meio da curadoria de Guilherme Thiesen Netto, nomes como Zudizilla, Ana Frango Elétrico, Saskia, Negro Léo, Josyara, Jadsa e mais são convidados para bater um papo e cantar via Zoom. Os registros são disponibilizados em formato de podcast tanto no Spotify, quanto no canal oficial do Agulha no YouTube.

Neste último também rola uma session exclusiva.

Os interessados podem interagir com os artistas durante as entrevistas, mediadas sempre pela jornalista Marília Feix. Para participar, basta entrar no Sympla do Agulha e obter o link que o direciona para a sala de bate-papo. O próximo evento acontece nesta quarta-feira (30), às 12h, com o lançamento da entrevista e session de Ana Frango Elétrico. Siga o projeto nas redes sociais para saber mais.

É ou não é uma ótima alternativa pra você que gosta de música e apoia a cena independente? Portanto, fique atento: a iniciativa ocorre pelos próximos sete meses e o calendário… promete!

 

Comentários

Topo