Menu Papel POP

Madonna 62: Daniel Peixoto e Getúlio Abelha lançarão releitura de “La Isla Bonita”

Este post não contém tags.

Em 1986, Madonna já era uma superstar. Àquela altura, a musa já havia conseguido uma certa projeção com os singles “Material Girl” e “Like a Virgin” – o que não era nem de longe comparado ao que aconteceria após sua parceria com Pat Leonard e Bruce Gaits.

O disco “True Blue”, fruto dessa união, vendeu 24 milhões de cópias em todo o mundo e foi determinante para alçá-la definitivamente rumo ao topo das paradas. É dessa safra de canções hits como “Papa Don’t Preach” e “La Isla Bonita”, este último um clássico absoluto que ganha nesta sexta-feira (14), 34 anos depois, uma releitura por dois jovens nomes da música brasileira.

O responsável é o cantor Daniel Peixoto, que convida o amigo e também fã da cantora, Getúlio Abelha, para a homenagem. “A ideia de gravar essa música veio quando decidi fazer o ‘The Immaculate Tribute'”, conta. Desde 2018 Peixoto comanda um tributo musical à rainha, conferindo ao repertório novos arranjos e interpretações.

“No show, eu trazia as músicas dela pro meu universo musical. ‘La Isla Bonita’ é a mais brasileira das suas canções e também a que mais soa como as músicas que eu e Getúlio já fazemos.”

A nova versão de La Isla Bonita tem produção do DJ Chernobyl, membro da banda gaúcha Comunidade Nin Jitsu. Hoje é considerado um dos nomes de maior sucesso na cena funk, tendo faixas assinadas por Diplo e Bonde do Rolê. A expectativa é de que se some ao material original referências essencialmente brasileiras como a batucada e a guitarrada.

O lançamento chega em um momento positivo na carreira de ambos os artistas. Daniel colhe os frutos do elogiado dueto “Postal de Amor”, uma parceria com Filipe Catto. Já Getúlio, por sua vez, acaba de lançar a faixa “Sinal Fechado”, que conta com um clipe super produzido, rico em referências da cultura pop.

Não se esqueça: nova versão de “La Isla Bonita” chega às plataformas à 00h desta sexta-feira (14), às vésperas do aniversário de 62 anos da rainha.

Comentários

Topo