Menu Papel POP

Fotógrafo revela bastidores da sessão que deu origem à capa de “Ray of Light”, da Madonna

Como parte das celebrações dos 62 anos de Madonna, completados neste domingo (16), o renomado fotógrafo Mario Testino compartilhou em seu perfil no Instagram um depoimento sobre uma de suas experiências de trabalho com a cantora. No fim de 1997, ele foi convidado pra fotografar a capa do álbum “Ray of Light”, que chegaria às lojas meses depois.

No texto, Testino diz que recebeu uma amostra do projeto e que, ao se encontrar com a rainha, sentiu que precisaria de mais tempo do que o sugerido pra conseguir extrair dela a essência que gostaria de imprimir à identidade visual do projeto. O resultado foi animador.

“Quando Madonna me pediu que fotografasse a capa do disco ‘Ray of Light’, não tinha feito muitas capas de álbuns na minha carreira. Ela me enviou uma amostra do projeto e a energia da música era elétrica, não podia parar de escutá-lo e dançar ao som daquilo. O ritmo era novo, maravilhoso, e a equipe era incrível. A estilista Lori Goldstein, Orlando Pita no cabelo e maquiagem de Tom Pecheux.

O início não foi fluido. Madonna queria terminar na hora do almoço, mas eu sentia que todavia não tinha ‘A foto’. Eu a convenci a ficar um pouco mais e funcionou bem. Todas as fotos que acabaram usando foram as que fizemos depois. As boas fotos não são fáceis, especialmente quando você tenta fazer algo grandioso para um ícone. Madonna é uma grande influência e alguns tivemos a sorte de sermos empurrados a fazer grandes coisas. Feliz aniversário, querida! Sempre no topo do mundo!”

As fotografias às quais Testino se refere são as utilizadas tanto no encarte, quanto nas capas dos singles “Frozen” e “Ray of Light”.

“Ray of Light”, sétimo álbum de estúdio da rainha, vendeu cerca de 20 milhões de cópias em todo o mundo – 4 apenas nos Estados Unidos. Um marco no repertório da artista, o projeto traz Madonna pela primeira vez flertando com a música eletrônica, experimento que é fruto de sua parceria com o produtor William Orbit (anos mais tarde eles trabalhariam juntos em “MDNA”).

Com o projeto, que chama a atenção pelo nível das composições, Madonna venceria 4 prêmios Grammy, entre eles o de Melhor Álbum Pop.

Comentários

Topo