Menu Papel POP

Bella Thorne pede desculpas após polêmica no OnlyFans

MAIS SOBRE:

Bella Thorne foi fortemente criticada por usuários do OnlyFans, serviço para a veiculação de fotos e vídeos de “entretenimento adulto”.

A atriz quebrou um recorde ao ganhar mais de US$ 1 milhão nas primeiras 24 horas com conteúdo publicado e, com isso, o site mudou as condições de uso, como o quanto os usuários podem ganhar.

Thorne, que se diz militante dos direitos das mulheres em situação de prostituição, irritou ainda mais as pessoas que dependem da renda do OnlyFans. No Twitter, a internauta com o username Salem Knightley disse que a artista não apoia verdadeiramente a comunidade de trabalhadoras sexuais, pois entrou no OnlyFans apenas para lucrar e não dar visibilidade à causa.

“Quando ela anunciou que estava se juntando ao OF, ela não disse nada sobre nós como uma comunidade ou qualquer coisa sobre sobrevivência pós-pandemia. Ela apenas nos informou onde estava sua conta para canalizar um dinheiro para ela. Coisas criadas com a intenção de ajudar os outros não parecem abertamente egoístas.”

Bella respondeu:

“Eu queria chamar a atenção para o site, quanto mais pessoas no site, maior a probabilidade de uma chance de normalizar os estigmas, e ao tentar fazer isso machuquei você. Arrisquei minha carreira algumas vezes para remover o estigma por trás trabalho sexual, pornografia e o ódio natural que as pessoas vomitam por trás de qualquer coisa relacionada ao sexo. Escrevi e dirigi um filme pornô contra a de meus colegas e gerentes porque QUERIA ajudar com o estigma por trás do sexo… Eu sou uma pessoa na mídia e quando você tem voz , uma plataforma, você tenta usá-la para ajudar os outros e defender algo maior do que você. Mais uma vez, neste processo, eu os magoei e por isso realmente sinto muito.”

Ela concluiu, dizendo: “Ps. Estou me encontrando com o Only Fans sobre as novas restrições para descobrir o porquê!!! Isso é uma merda e desculpe. Comente qualquer ideia ou preocupação que você queira trazer ao OF!! E me envie seu links e uma foto para que eu possa promover vocês.”

Mesmo com essa publicação, algumas pessoas não ficaram felizes. “Começar um pedido de desculpar com ‘eu quase acabei com minha carreira por vocês’ não é um pedido de desculpa! Nós não queríamos você no nosso espaço, então se sua carreira está arruinada, nós não nos importamos assim como você não se importava com a nossa”, escreveu a internauta @salemknightley.

Com assinaturas que custam, em média, US$ 20, o OnlyFans tem uma cartilha de regras oposta à adotada por redes sociais tradicionais, como Twitter, Facebook e Instagram. Na contramão da censura de material erótico, o usuário pode pagar para acompanhar postagens que em sua totalidade se restringem a conteúdos do gênero.

Comentários

Topo