Menu Papel POP

Madonna: Instagram é responsável por remoção de postagem falsa sobre hidroxicloroquina

MAIS SOBRE:

A cantora Madonna usou as redes sociais na noite desta terça-feira (29) pra compartilhar um vídeo da médica norte-americana Stella Immanuel. Nas imagens a profissional defende o uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19 – o que como já se sabe, não possui comprovação clínica. Horas depois, o vídeo postado no IGTV da cantora foi retirado do ar por violar as políticas de uso da rede social.

“A verdade vai nos libertar! Mas algumas pessoas não querem ouvir a verdade”, escreveu Madonna. “Especialmente as pessoas no poder que ganham dinheiro com essa longa busca por uma vacina que foi comprovada e está disponível há meses. Preferem deixar que o medo os controle e deixar que os ricos fiquem mais ricos e que os pobres e doentes fiquem mais doentes. Esta mulher é minha heroína. Obrigado Stella Immanuel”.

O material, que também foi postado pela família Trump, repercutiu imediatamente e foi notícia em jornais do mundo todo. Colegas como Annie Lennox chegaram a comentar na publicação, criticando a postura da rainha e sugerindo que sua conta tivesse sido hackeada.

“Isto é loucura total! Não acredito que você está reforçando esse tipo de charlatanismo. Espero que seu perfil tenha sido hackeado e que você esteja prestes a se explicar. Annie Lennox”.

Immanuel, conforme mostrou uma reportagem da Folha de S. Paulo, é famosa por ter afirmado em outras ocasiões a existência de “espíritos atormentadores” que costumam ter “sexo astral” com mulheres e que, por esta causa, provocariam “abortos espontâneos e angústia conjugal”. A médica também também lidera um grupo religioso chamado “Fire Power Ministries” e em um dos eventos relacionados à ordem mencionou uma teoria de que os Estados Unidos seriam governados por seres reptilianos disfarçados de humanos.

Logo após a postagem ter sido removida, fãs começaram a se questionar se a atitude teria sido tomada pela própria Madonna ou por sua equipe. Em nota enviada à Billboard, os representantes do Instagram informaram que na verdade a responsável pelo “detox” foi a própria rede social após avaliar que o conteúdo “promovia falsas reivindicações de cura e prevenção à Covid-19”.

O porta-voz da empresa, Raki Wane, também afirmou que pessoas que tiveram acesso ao post receberam avisos da plataforma informando sobre a não veracidade do conteúdo. As atitudes tomadas pela rede social visando diminuir a quantidade de compartilhamentos de fake news tem se intensificado nos últimos anos, principalmente após a eleição do presidente Donald Trump.

Questionados sobre atitudes semelhantes tomadas por usuários que detém o controle de contas com grande alcance de seguidores, o Instagram também afirmou que vem tomando as medidas cabíveis. A remoção de conteúdos falsos, de acordo com Wane, também se estende ao Facebook, que faz parte do mesmo espólio.

Madonna não se pronunciou a respeito do ocorrido.

Comentários

Topo