Menu Papel POP

“É de partir o coração”, diz Charlize Theron sobre não participar do derivado de Furiosa

MAIS SOBRE:

Como foi anunciado em maio, “Mad Max” ganhará um derivado sobre a juventude da Furiosa. O diretor George Miller deixou claro que Charlize Theron (a intérprete da personagem no longa de 2015) não estará no spin-off e explicou que o motivo disso é não querer usar CGI para rejuvenescer a atriz.

Agora, conversando com o THR, Theron comentou que ficou um pouco chateada com a notícia, uma vez que adoraria retornar ao papel, mas que, de qualquer forma, está grata por ter feito parte desta história:

“É um pouco difícil de engolir. Veja, eu respeito totalmente George, ainda mais depois de fazer ‘Fury Road’ com ele. Ele é um mestre, e eu desejo a ele nada além do melhor. Sim, é de partir o coração, com certeza. Eu realmente amo essa personagem [Furiosa] e sou muito grata por ter tido um pequeno papel na criação dela. Ela sempre será alguém em quem penso e reflito com carinho. Obviamente, eu adoraria ver a história continuar e, se ele sentir que precisa fazer isso dessa maneira, confio nele.”

A atriz também revelou que estão produzindo uma sequência para “Atômica” (2017), da Netflix.

Voltando ao spin-off de Furiosa, a trama já foi roteirizada antes mesmo que “Mad Max: Estrada da Fúria” tivesse sido filmado. O longa mostrará quando ela vivia na Terra Verde, antes de ser separada do grupo. De acordo com a Variety, Anya Taylor-Joy (“Fragmentado”) pode interpretar a versão mais nova da protagonista. Outros rumores dizem que Jodie Comer (“Killing Eve”) também é uma das possíveis escolhas.

Devido à crise do coronavírus, as audições e reuniões para o desenvolvimento do projeto estão sendo feitas virtualmente. A produção está fazendo o que pode para não atrasar os planos do diretor, que pretende iniciar as filmagens em 2021.

O derivado ainda não há data de estreia confirmada, mas virá após o filme “The Three Year Longing”, de Miller.

Comentários

Topo