Menu Papel POP

Vanessa Morgan, de “Riverdale”, denuncia racismo no audiovisual

Na onda de protestos em prol ao movimento “Black Lives Matter” nos EUA, Vanessa Morgan, a Toni Topaz de “Riverdale“, aproveitou a visibilidade à causa negra para falar sobre como os personagens pretos são retratados no audiovisual, inclusive na própria série em que trabalha.

“Eu não vou mais ficar calada”, começou a publicação no Twitter.

“Cansada de ver como a comunidade negra é representada na mídia; de nos ver como bandidos, perigosos ou assustadores. Cansada de nos ver como ajudantes sem profundidade de protagonistas brancos. Ou de ser apenas usado no material promocional para fingir diversidade, que realmente não existe no show”

Momentos depois, Vanessa respondeu a um comentário que dizia: “Imagine que eles estão fazendo muito mais dinheiro por que você faz parte de uma trama LGBT também, diversidade dupla – então que dupliquem seu salário!”

“Risos. Que pena que eu sou a única personagem negra regular da série e também a que recebe menos. Menina, poderia falar por dias”.

Vanessa deixou claro que seus colegas de elenco não são culpados, já que não são os responsáveis pelo roteiro. “Eles não tomam as decisões e eu sei que eles me apoiam”, escreveu.

Morgan recebeu amparo público de Asha Bromfield, que interpretou Melody Jones, e Hayley Law, que viveu Valerie Brown, ambas da banda Josie and the Pussycats das HQs originais e que foram sumindo da trama.

“Nem me atice a começar a falar como Riverdale tratou as Pussycats. Nós tínhamos mais a contribuir do que só ficar no fundo e adicionar indiretas na narrativa!”, disse Bromfield.  Já Hayley escreveu:

“Senti isso desde o começo. Somos muito mais.”

Recentemente, Cole Sprouse – Jughead da série da CW – foi preso nos protestos pela morte de George Floyd, homem negro de 46 anos que foi sufocado por um policial branco. “Riverdale” está na quarta temporada e a próxima contará com um salto no tempo. Skeet Ulrich (F.P) e Marisol Nichols (Hermione) deixaram o elenco.

Comentários

Topo