Menu Papel POP

“O Homem Invisível”: filme retorna ao topo das bilheterias norte-americanas 16 semanas após lançamento

Exatas 16 semanas após ter estreado nos cinemas do Hemisfério Norte, o terror “O Homem Invisível” retornou ao topo das bilheterias dos Estados Unidos. A informação foi publicada pelo Deadline na manhã desta terça-feira (16).

De acordo com o site, os dados são provenientes de salas reabertas em localidades específicas após ter sido registrada uma queda no número de casos do novo coronavírus, bem como cinemas em estilo drive-in, que tem ganhado bastante atenção nos últimos tempos.

Com o novo feito, o filme da Universal Studios acabou quebrando a liderança de “Trolls 2”, que anteriormente havia ficado no topo da lista por 9 semanas. Além disso, foi contabilizada uma arrecadação de aproximadamente US$ 383 mil em arrecadação nesta semana – número que se soma aos US$ 67,8 milhões iniciais.

Apesar de haver divergência em relação ao contabilizado pelo site Box Office Mojo, que reúne informações de bilheterias em todo o mundo, filmes antigos também voltaram a ser exibidos – e com grande procura, diga-se de passagem.

Enquanto o Mojo afirma não ser justo contabilizar dados de bilheteria em meio à pandemia, o Deadline aponta que lançamentos como “Becky” e “Infamous” tiveram uma arrecadação na casa dos US$ 187,6 mil e US$ 140 mil. Clássicos como “De Volta Para o Futuro” e “Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros”, por sua vez, também voltaram às telas e arrecadaram montantes aproximados de US$ 263 mil e US$ 158 mil, respectivamente.

Em “O Homem Invisível”, Elisabeth Moss recebe a notícia de que o namorado, um homem com comportamento abusivo, faleceu vítima de suicídio. Ela segue o fluxo da própria vida e percebe uma grande transformação acontecendo ao seu redor. Esse status de tranquilidade, entretanto, passa a ser ameaçado a partir de uma sucessão de episódios que a fazem suspeitar se Adrian está, de fato, morto.

Comentários

Topo