Menu Papel POP

Katy Perry e Harry Styles pagam fiança de manifestantes detidos em protestos antirracistas nos EUA

As manifestações do fim de semana nos Estados Unidos em virtude da morte do segurança George Floyd fizeram com que as celebridades se posicionassem de diversas maneiras a favor da luta antirracismo.

Katy Perry e Harry Styles, dois dos maiores nomes da música pop, decidiram fazer doações em dinheiro para um fundo que paga a fiança de manifestantes presos durante protestos da causa (via La Vanguardia).

No último domingo, Styles chegou a fazer uma publicação no Instagram em que destaca a importância de se posicionar no momento atual. Nas palavras do artista, que reconhece os privilégios brancos que tem, é necessário não apenas não ser racista, mas sim lutar por igualdade e se colocar ao lado dos que sofrem.

“Eu faço coisas todos os dias sem medo, porque eu sou privilegiado e eu sou privilegiado todos os dias porque sou branco. Não ser racista não é o bastante, nós temos que ser antirracistas. A mudança social é promulgada quando uma sociedade se mobiliza. Eu me solidarizo com todos os que estão protestando e estou doando para ajudar na fiança de manifestantes detidos. Olhe pra dentro, se eduque e eduque os outros. Ouça, leia, compartilhe, doe e vote! Já é suficiente. Vidas pretas importam.

Perry, por sua vez, compartilhou o trecho de um discurso da ativista norte-americana antirracismo Jane Elliot em que a mesma levanta uma série de questões a respeito da luta por igualdade e respeito.

View this post on Instagram

powerful

A post shared by KATY PERRY (@katyperry) on

Nomes como Justin Bieber, Ariana Grande e Halsey também fizeram doações.

George Floyd

O movimento Black Lives Matters (Vidas Pretas Importam) surgiu na última semana após o assassinato do segurança George Floyd. O objetivo é pedir justiça pelo crime, que chocou o mundo.

Após ser confundido com um suspeito de repassar notas falsas, Floyd foi preso e imobilizado por policiais norte-americanos. Um deles chegou a colocar o joelho no pescoço da vítima, que disse 11 vezes não conseguir respirar.

Toda a ação foi registrada em vídeo. Desde o último sábado mais de 140 cidades norte-americanas tem sido alvo de protestos violentos que reivindicam também maior respeito aos direitos da população negra. Artistas como Ariana Grande, Fiona Apple, Camila Cabello e Shawn Mendes foram às ruas.

Beyoncé, que tem feito raras aparições públicas, usou o Instagram pra manifestar indignação. Em um vídeo ela diz que a morte de Floyd provocou uma grande revolta. “Estamos todos despedaçados”.

Comentários

Topo