Menu Papel POP

Três filmes “esquecidos no churrasco” que você precisa ver porque são beeeeem bons!

Agora é assim: toda sexta-feira eu venho aqui e dou a dica de três filmes pra vocês verem durante o final de semana. Eu vou seguir sempre duas regras: 1) tem que ser um filme não muito conhecido e que eu acredito que poucos viram e 2) eu já vi e achei muito bom. Beleza?

Então é isso. Meu nome é Phelipe Garimpador Cruz e eu fui no Telecine, que tem 30 dias gratuitos (para quem ainda não assinou) e escolhi os que mais gosto.

Três é um número pequeno, eu sei, mas é bom que você divide no fim de semana. Um pra sexta, outro pra sábado e outro pra domingo. Vamos começar? Valendo!

Um Ato de Esperança

Assista aqui.

Amei, amei, amei. Vocês precisam ver também porque é muito bom. Eu lembro de já ter falado desse filme no Podcast Wanda. Vocês devem lembrar. A Emma Thompson, uma das minhas atrizes favoritas, faz uma juíza da suprema corte dos EUA que vive pro trabalho. Ela tem que decidir questões importantíssimas na vida de muitas pessoas. Mas o marido, interpretado pelo Stanley Tucci, reclama da falta de atenção. Com o casamento em crise, acontece um caso fortíssimo e dificílimo de decidir. Um garoto chamado Adam está com câncer e se recusa a aceitar uma transfusão de sangue por conta da religião de seus pais. Eu amei e chorei. Vocês vão entender por que a Emma Thompson é fenomenal.

O Reverso da Fortuna

Assista aqui.

Preparem-se para show de atuação. É Jeremy Irons com Glenn Close. Eles fazem um casal aristocrático numa trama cheia de mistério. O marido é o principal suspeito de ter matado a esposa porque ele é o único herdeiro. O personagem da Glenn Close aparece no filme em coma pela segunda vez e o filme mostra ele tentando se defender das acusações por um advogado cheio de princípios. É baseado numa história real. Vale a pena ver.

Detroit

Assista aqui

Kathryn Bigelow é a diretora desse filmado que pouca gente deve ter visto. Ela também fez “Guerra ao Terror” e “A Hora Mais Escura”, filmes de guerra que nós costumamos só ver homem dirigindo, entende? Ela é muito boa. Nesse filme, ela mostra a história chocante e extremamente racista que aconteceu no verão de 1967 em Detroit, nos EUA. Estava acontecendo uma rebelião e aí… Olha, vamos fazer o seguinte? Dá play. Porque eu vi sem saber do que era e fiquei roendo as unhas do começo ao fim.

Por qual deles você quer começar? Lembre-se: o Telecine oferece os 30 primeiros dias grátis pra quem ainda não é assinante. Vem com a gente!

*Conteúdo oferecido por Telecine

Comentários

Topo