Menu Papel POP

“Entretenimento pop não significa nada pra mim. Mas a Madonna é boa”, disse Bob Dylan

MAIS SOBRE:

Bob Dylan, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura em 2016, completou 79 anos no último fim de semana. A data, claro, foi celebrada com muitas homenagens e o cantor decidiu dar uma rara entrevista. O site American Songwriter resgatou uma entrevista dada por ele em 1991 em que comenta o fato de que algumas das canções que compôs ao longo da vida são consideradas mais do que entretenimento pop.

O conteúdo foi republicado nesta quarta-feira (27). Na ocasião ele rebateu a afirmação do repórter e disse que esse nicho da cultura não significa nada pra ele. Exceto pela admiração que tem pela colega Madonna.

“Entretenimento pop não significa nada para mim. Nada. Você sabe, a Madonna é boa. A Madonna é boa, ela é talentosa, junta todo tipo de coisa, aprendeu o que gosta… Mas é o tipo de coisa que leva anos e anos da sua vida para ser capaz de fazer. Você precisa se sacrificar muito para fazer isso. É sacrifício. Se você quer crescer, precisa se sacrificar muito. É tudo a mesma coisa, é tudo a mesma coisa. [Risos]”

Além de fazer elogios à rainha, Dylan comentou um elogio que recebeu do cantor Van Morrison. Em certa ocasião ele afirmou que o Nobel era o maior poeta vivo. Em resposta, em tom de brincadeira, disse:

“Os poetas não dirigem carros, nem vão ao supermercado. Os poetas não esvaziam o lixo, nem falam ao telefone. Os poetas não falam com ninguém. Os poetas ouvem muito e geralmente sabem por que não poetas”.

E aí, como será que ele avaliaria a cena de hoje? O lançamento mais recente de Bob Dylan foi o single “False Prophet”, lançado no início de maio. No Brasil, em 2017, a Companhia das Letras publicou o livro “Letras”, que traz no conteúdo as principais composições do artista. Está disponível nas livraria mais próximas, em edição bilíngue.

Comentários

Topo