Menu Papel POP

Cannes abandona festival “físico” em 2020, mas selecionará filmes para exibição

O tradicional festival de Cannes, um dos mais importantes do circuito internacional de cinema, não deve acontecer em 2020. Não pelo menos presencialmente.

A notícia foi confirmada pelo diretor do evento, Thierry Frémaux, que disse em entrevista ao jornal britânico The Guardian que “nunca imaginou que passaria por um cancelamento”. Caso tivesse sido isenta da crise de saúde pública que o mundo enfrenta, provocada pelo coronavírus, a festa teria início nesta terça-feira (12).

Ao jornal, Frémaux disse o seguinte:

“Sob estas circunstâncias, uma edição física do festival em 2020 está fora de cogitação. Então vamos pensar em algo diferente. Todos entendem que é impossível realizá-lo neste ano”.

Frémaux também afirmou ao Guardian que no início de junho Cannes pode anunciar uma lista de filmes que devem estrear na presente edição. Entre eles estariam o novo longa de Wes Anderson, “The French Dispatch” e a mais recente produção de Spike Lee, “Da 5 Bloods”. Em suas palavras, devemos ver nos próximos dias “Cannes de fora dos muros”

Em abril deste ano já havia sido anunciada uma alteração na data de realização do evento em virtude das medidas de contenção da doença impostas pelas autoridades francesas. Mesmo assim foram feitas tentativas de adiamento para que Cannes pudesse ser realizado em algum momento do segundo semestre, quando fosse seguro.

Especula-se, de acordo com a reportagem feita pelo jornal, que diante do cancelamento haja agora um outro obstáculo: a resistência por parte de alguns dos organizadores em realizar um evento online.

A notícia de que a presente edição não será realizada se soma a outras paralisias provocadas pela pandemia. Além do evento, as Olimpíadas de 2020, a serem realizadas no Japão, bem o maior vestibular do mundo, o Gaokao, que acontece na China, tiveram suas datas postergadas.

Comentários

Topo