Menu Papel POP

The Weeknd fala sobre novo álbum, Jim Carrey e feats em entrevista pra Variety

MAIS SOBRE:

Nesta quarta-feira (8), a revista Variety divulgou sua nova edição. A capa é estampada por ninguém mais, ninguém menos que The Weeknd, que lançou seu novo álbum, “After Hours”, há pouco tempo e um novo clipe na tarde de ontem.

O cantor falou um pouco sobre sua carreira, sua chegada aos 30 anos e o novo projeto. The Weeknd também comentou sobre a situação da pandemia de Covid-19 e como isso afetou alguns lançamentos no mundo do pop. Ele, porém, falou que decidiu manter o lançamento já que seus fãs estavam aguardando muito pelas novas faixas:

“Os fãs estavam esperando o álbum, e eu senti que tinha que entregá-lo. O sucesso comercial é uma bênção, especialmente porque as chances estavam contra mim: a transmissão de música caiu 10%, as lojas estão fechadas, as pessoas não podem ir a shows, mas eu não me importei. Eu sabia o quão importante era para meus fãs.”

Olha só a capa:

Sobre fazer 30 anos, o artista revelou que teve uma companhia ilustre, Jim Carrey. O cantor sempre foi fã do ator e teve a oportunidade de conhecer o comediante e ainda comemorar mais um ano de vida:

“Enviei uma mensagem para ele com o endereço do meu apartamento em Los Angeles e ele disse: ‘Eu posso literalmente ver sua casa da minha varanda’, e saímos para acenar um para o outro. E quando eu contei a ele sobre minha mãe me levando para ver ‘The Mask’, ele conhecia o cinema em que assisti! De qualquer forma, no meu [30º] aniversário, ele ligou e me disse para olhar pela janela; na varanda, ele tinha balões gigantes vermelhos, me pegou e fomos tomar o café da manhã. Foi surreal. Jim Carrey foi minha primeira inspiração para ser qualquer artista, e eu fui tomar café com ele no meu primeiro dia de 30 anos”

Se o novo álbum vem fazendo sucesso, The Weeknd acha que também tem relação com o álbum “House of Balloons”, lançado por ele em 2011. Segundo o cantor, o projeto mudou a música pop. Além disso, ele também falou sobre uma música de Usher…

“‘House of Balloons’ literalmente mudou o som da música pop diante dos meus olhos. Eu ouvi ‘Climax’, aquela música de [2012] Usher, e fiquei tipo: ‘Porra, essa é uma música do The Weeknd’. Foi muito lisonjeiro, e eu sabia que estava fazendo algo certo, mas também fiquei com raiva. Mas quanto mais velho eu fiquei, eu percebi que é uma coisa boa.”

A revista pediu para que Usher comentasse a declaração, mas o cantor se recusou.

Gente, olha só essas fotos!

Sobre seu trabalho com o produtor Max Martin, ele comentou que Ariana Grande foi quem os apresentou, no feat de “Love Me Harder”.

“Ariana deu o pontapé com Max, minha chance de mostrar a ele: ‘Eu posso jogar esse jogo, sabe?’. Mas quando chegamos à sala juntos, não nos conectamos muito. Então alguém o convidou para um show que eu fiz no Hollywood Bowl, e ele viu 15.000 pessoas cantando junto, e eu pensei que ele estava tipo: ‘OK, tem algo que eu não estou entendendo’. Então sentamos novamente, e a primeira música que criamos foi ‘In the Night’.”

Ele ainda comentou que ficou muito amigo de Max e que colaborações são como relacionamentos. Lana Del Rey, por exemplo, é uma outra grande amiga:

“Max e eu nos tornamos literalmente os melhores amigos, mas não faço isso com muitas pessoas. Não é que eu não posso, mas uma colaboração é um relacionamento, é como um casamento, você tem que construir isso. Lana é outra colaboradora que é uma verdadeira amiga minha.”

Também rolou um vídeo dirigido pelo fotógrafo Pari Dukovic:

Bom, bora aproveitar para tacar stream em “After Hours”?

Comentários

Topo