Menu Papel POP

Heath Ledger recusou fazer o monólogo de abertura do Oscar 2007 por piada homofóbica

MAIS SOBRE:

Em entrevista com a Another Man, Jake Gyllenhaal revelou que Heath Ledger, seu parceiro em “Brokeback Mountain” (2005), se recusou a fazer o monólogo de abertura no Oscar de 2007, pois havia piadas homofóbicas planejadas sobre o longa – que, como se sabe, retrata um relacionamento homossexual.

Jake disse:

“Lembro que eles queriam fazer uma abertura para o Oscar naquele ano, que era uma espécie de brincadeira [com o filme]. E Heath recusou. Na época, eu tinha topado porque achava que era só uma piada. Heath retrucou dizendo ‘Não é uma piada para mim. Não quero fazer nenhuma piada com isso’”

Os dois atores interpretaram os vaqueiros Jack Twist (Jake) e Ennis Del Mar (Heath) que vivem uma história de amor secreta no filme premiadíssimo de Ang Lee.

Jake Gyllenhaal continuou seus elogios ao amigo, que teria completado 41 anos no último dia 04 de abril se não tivesse falecido em 2008:

“Essa é a coisa que eu amava em Heath. Ele nunca brincaria [sobre homossexualidade]. Alguém queria fazer uma piada sobre a história ou o que fosse, ele ficava tipo , ‘Não. Isso é sobre amor. Tipo, é isso, cara. Não.'”

Em 2018, foi revelado que Matt Damon e Ryan Philippe – ou Brad Pitt e Leonardo DiCaprio – poderiam ter vivido o casal nas telonas, mas todos recusaram.

Heath Ledger faleceu em 2008 devido a uma overdose. No mesmo ano, ele venceu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pelo seu papel como Coringa em “Batman: O Cavaleiro das Trevas” de Christopher Nolan.

Comentários

Topo