Menu Papel POP

Filmes exibidos apenas em streaming poderão concorrer ao Oscar 2021

MAIS SOBRE:

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas fez ajustes nas regras de elegibilidade ao Oscar nesta terça-feira (28). As decisões foram tomadas em virtude do avanço da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com uma nota publicada pela Variety, entre as novidades está a garantia de que filmes não lançados em salas de cinema vão poder concorrer aos prêmios. Desta forma, produções que nasceram no streaming passam a estar autorizadas a participar da disputa por categorias como, por exemplo, Melhor Filme.

No entanto, a regra deixa claro que para chegar à mesa de avaliadores, que selecionam os indicados anuais, será preciso que o longa tenha tido seu lançamento em pontos físicos afetado pela doença. Desde março, quando o número de casos disparou em todo o mundo, a indústria do entretenimento foi duramente atingida por consequentes cancelamentos e alterações no calendário.

O filme que desejar concorrer ao Oscar também deverá ser disponibilizado em uma plataforma de streaming exclusiva para membros da Academia em um período que pode se estender por até 60 dias após sua estreia.

Em nota, o presidente e o diretor executivo da instituição, David Rubin e Dawn Hudson, disseram o seguinte:

“Nosso compromisso [com a realização do Oscar] está inalterado e é inabalável. No entanto, a pandemia historicamente trágica de Covid-19 exige que abramos esta exceção temporária às nossas regras de elegibilidade. A Academia apoia nossos membros e colegas durante esse período de incerteza. Reconhecemos a importância de trabalhos serem vistos e celebrados, especialmente agora, quando o público aprecia o cinema mais do que nunca”.

As antigas regras só serão retomadas a partir da plena reabertura das salas de cinema, que deve variar de acordo com a erradicação da doença. Em todos os 155 países atingidos pelo coronavírus, os cinemas foram alguns dos primeiros lugares a serem fechados, a fim de evitar sua proliferação. Em geral estes são ambientes fechados e que comportam aglomerações, contrariando as medidas de segurança impostas pela OMS.

Há também mudanças a respeito das categorias, que eliminar uma categoria do Oscar. Os prêmios de Mixagem e Edição de Som serão combinados em uma única estatueta, reduzindo o número total de troféus concedidos para 25. A proposta foi feita pelo próprio departamento de técnicos de som.

Além disso, pela primeira vez, todos os membros da Academia serão convidados a participar da rodada preliminar de votação de longas-metragens internacionais. Para isso, os membros deverão cumprir um requisito mínimo de visualização das obras para poder votar.

Este também deve ser o último ano em que os votantes utilizarão leitores de DVD. Com isso, os envios de material pelos correios serão banidos visando um futuro mais sustentável da premiação. Agora as obras chegam apenas em formato digital.

Não foram reveladas ainda as regras de elegibilidade do SAG Awards, também regido pela Academia. A 93ª entrega do Oscar, vale lembrar, vai ao ar em 28 de fevereiro de 2021.

Comentários

Topo