Menu Papel POP

Morre aos 83 anos o cineasta José Mojica Marins, o Zé do Caixão

MAIS SOBRE:

O Brasil ficou órfão de um dos maiores nomes do terror nacional. O cineasta José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão, morreu na tarde desta quarta-feira (19). A informação foi confirmada por sua produtora, que também disse que o velório será realizado no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, o MIS.

Nascido em 13 de março de 1936 na capital paulista, Mojica Marins era filho de dois artistas circenses, Antonio André e Carmen Marins. Desde pequeno ele teve contato com a arte, visto que a própria família administrava um cinema.

Aos 17 anos começou a criar suas próprias produções e se tornou especialista em terror escatológico. Embora sua carreira tenha começado nos anos 1950, ele ficou famoso apenas em 1964 ao interpretar seu mais célebre personagem, o Zé do Caixão, em “À Meia Noite Levarei Tua Alma”. O filme fazia parte de uma trilogia, encerrada em 2018.

Integrando o personagem a sua própria personalidade, Mojica transformou o Zé do Caixão em uma lenda urbana, tão famosa quanto ele próprio, que ao longo dos anos desenvolveu uma extensa filmografia.

Reconhecido nos Estados Unidos e na Europa, o criador chegou a ser homenageado por bandas como Necrophagia, Sepultura e White Zombie e no Canal Brasil apresentava o programa de entrevistas “O Estranho Mundo do Zé do Caixão”, com direção de André Barcinski.

Nós lamentamos profundamente e enviamos condolências aos amigos, parentes e fãs.

Comentários

Topo