Menu Papel POP

Joaquin Phoenix vence o BAFTA de Melhor Ator e faz discurso poderoso contra o racismo

O Oscar vem! A Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão entregou na tarde deste domingo (2) os prêmios do BAFTA, considerado o “Oscar britânico”. Apesar de ter sido o recordista em indicações desta edição, tendo cravado seu nome em 11 categorias, “Coringa” saiu vitorioso de “apenas” três.

Uma delas foi a de Melhor Ator, entregue a Joaquin Phoenix, responsável por dar vida ao anti-herói nos cinemas. Além deste troféu, o longa ficou também com Melhor Direção de Elenco e Melhor Trilha Sonora.

Em seu discurso de agradecimento (via Deadline), o ator chamou a atenção para a ausência de representatividade na premiação – aspecto amplamente criticado assim que a lista com os indicados foi revelada, meses atrás.

“Eu me sinto em conflito [ao aceitar], porque muitos dos meus colegas atores que merecem não têm o mesmo privilégio. Acho que enviamos uma mensagem muito clara às pessoas de cor de que elas não são bem-vindas aqui. Não acho que alguém queira um folheto ou tratamento preferencial. As pessoas só querem ser reconhecidas, apreciadas e respeitadas por seu trabalho. Esta não é uma condenação hipócrita, eu sou parte do problema, temos que fazer um trabalho duro para realmente entender o racismo sistêmico. Penso que é a obrigação das pessoas que criaram e perpetuam e se beneficiam de um sistema de opressão serem as mesmas que vão desmantelá-lo. Isso é da nossa conta”.

A lista completa com os indicados você confere clicando aqui.

Comentários

Topo