Menu Papel POP

Harvey Weinstein é condenado por estupro e assédio sexual

MAIS SOBRE:

Nesta segunda-feira (24), três anos após o início do movimento #MeToo, o ex-produtor de cinema Harvey Weinstein foi declarado culpado pelos crimes de violação e abuso sexual (via Deadline). O réu, no entanto, foi inocentado da acusação de agressão sexual predatória, que poderia lhe oferecer uma prisão perpétua.

O caso foi discutido no tribunal ao longo das últimas sete semanas na cidade de Nova York e contou com depoimentos dolorosos das vítimas, que envolviam relatos de violações, sexo oral forçado e masturbação.

A sentença ainda não foi decidida, mas ela deve ser divulgada pelo juiz James Burke — que presidiu o processo — no dia 11 de março. De acordo com o Deadline, Harvey pode passar cerca de 29 anos na prisão.

Esse é um momento importante para o #MeToo, que começou em 2017 e teve o caso desse produtor como o seu estopim. Atualmente, o movimento segue incentivando as mulheres a se pronunciarem e denunciarem homens poderosos por conduta sexual inapropriada.

Vale lembrar que Weinstein também recebeu acusações em janeiro por dois ataques sexuais em Los Angeles. Ele ainda deve responder à justiça por esses dois crimes.

Comentários

Topo