Menu Papel POP

Taylor Swift revela luta contra distúrbio alimentar no documentário “Miss Americana”

Miss Americana“, o aguardado documentário de Taylor Swift, chega à Netflix apenas no dia 31 de janeiro. Apesar disso, nesta quinta-feira (23), a produção fez a sua estreia no Festival de Cinema de Sundance.

Um dos fatos mais comentados após a exibição do projeto foi a revelação de que Taylor enfrentou distúrbios alimentares ao longo de sua carreira.

A artista comentou com a Variety que os comentários acerca de sua aparência já começaram a causar impacto em sua vida ainda na adolescência.

“Eu lembro que apareci pela primeira vez na capa de uma revista com 18 anos e a manchete dizia: ‘Grávida aos 18?’. Só porque eu usava uma roupa que não fazia meu estômago parecer plano. Então associei isso a uma punição”

Mais uma vez, a Taylor destacou o quão era afetada pela opinião do público.

“Minha relação com a comida passou a ser igual ao que eu aplicava a todo o resto da minha vida. Se eu recebesse um tapinha nas costas, eu registrava isso como bom. Se eu recebesse uma punição, registrava isso como ruim”

Em seu processo de autoaceitação, Jameela Jamil foi uma de suas inspirações. A atriz e ativista é conhecida por falar sobre imagem corporal, envelhecimento e a maneira como as mulheres são retratadas na mídia.

“O jeito como ela fala é como poesia, fica preso na minha cabeça e me acalma. Você precisa de um mantra para repetir na cabeça quando começa a ter pensamentos prejudiciais”

O bom é que a Taylor já está bem melhor. De acordo com ela, o tempo a ensinou a escolher, na maioria das vezes, com o que deve se abalar e isso tem feito uma enorme diferença.

Comentários

Topo