Menu Papel POP

“Nós”, “Midsommar”, “Predadores Assassinos”… os melhores filmes de terror de 2019

O final do ano chegou e embora o clima seja de paz, amor e tranquilidade… é sempre tempo de reunir a família e os amigos pra assistir um bom filme de terror! Agora é o momento de relembrar todas as produções que assistimos ao longo dos últimos meses ou, caso você tenha tido pouco tempo, arrebentar a pipoca, pegar o refresco e correr atrás do que há de mais novo. 

Seguindo uma tendência dos anos anteriores, um dos gêneros que mais se destacou no cinema foi o terror. Esse tipo de filme têm ganhado cada vez mais espaço com o fenômeno do pós-terror (termo proposto pelo crítico de cinema Steve Rose, do The Guardian, em 2017) — aqui as histórias são focadas no suspense e os sustos fáceis são substituídos por algo que envolva o medo existencial.

Pensando nisso, decidimos enumerar nossas películas de terror favoritas lançados do ano. Vem conferir!

8- “Zumbilândia: Atire Duas Vezes”

Tallahassee, Columbus, Wichita e Little Rock estão de volta! Depois de dez anos que fomos apresentados a esses personagens, eles retornam em um mundo onde o apocalipse zumbi está ainda mais evoluído. O problema é que Little Rock decide fugir com o hippie, fazendo com que o restante do grupo embarque em uma missão de resgate. Ao longo da aventura, surgem novos sobreviventes e questões emocionais bastante complicadas.

Trazendo exatamente aquilo que o público esperava, “Zumbilândia 2” é essencialmente engraçado e divertido sem deixar de lado os elementos característicos do terror. O filme sabe aproveitar as velhas piadas, além de exibir muitas referências à cultura pop e ao mundo moderno. Aliás, alguns zumbis até foram apelidados de Homer (em uma alusão ao famoso personagem de “Os Simpsons”).

Como a fórmula foi repetida, é quase certo: quem gostou do primeiro filme, vai gostar do segundo!

7- “Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro”

Um grupo de adolescentes se vê preso em seus maiores pesadelos depois que pegam um livro misterioso em uma casa abandonada, que é cercada por um passado macabro. 

O projeto, de maneira habilidosa, reúne várias lendas norte-americanas em um enredo de Halloween. É aquela típica trama adolescente que a gente ama! No final, o diretor ainda mostra que a realidade e a verdade podem ser tão assustadoras quanto uma criatura sobrenatural.

6- “Morto Não Fala”

Stênio trabalha em um necrotério e tem o dom sobrenatural de conversar com os mortos. Um dos corpos, certa vez, o revela segredos envolvendo sua família e o protagonista acaba tomando uma decisão que coloca seus filhos na mira de um fantasma. 

Esse terror nacional investe pesado em cenas que provocam nojo ao mostrar a rotina de autópsias no IML. Ele também apresenta cenas genuinamente assustadoras com direito a sangue e armadilhas para os personagens dentro de sua própria casa. Um ponto extra é a atuação de grandes nomes como Daniel de Oliveira, Fabíula Nascimento e Bianca Comparato.

5- “It: Capítulo Dois”

Já adultos, os membros do Clube dos Perdedores se reúnem em sua cidade Natal. O encontro, no entanto, se transforma em uma sangrenta e aterrorizante batalha contra o palhaço Pennywise, que está de volta e com sede de vingança.

O segundo filme de “It” é nostálgico e repleto de efeitos visuais muito bons. De forma eficiente, os traumas de infância dos personagens aparecem novamente. Os fãs da franquia, certamente, se deliciam.

4- “Doutor Sono”

A continuação do clássico “O Iluminado” — lançado por Stanley Kubrick em 1980 — mostra o personagem Dan Torrence traumatizado pelos acontecimentos de sua infância no Hotel Overlook. Ele é alcoólatra e tenta levar uma vida normal, com seus poderes de iluminação bloqueados.

A vida do protagonista vira de cabeça para baixo novamente quando uma garota chamada Abra o encontra. Ela também possui poderes e precisa de ajuda para deter Rose Cartola, a grande vilã, que se alimenta do brilho de inocentes visando a imortalidade.

Aos assistir ao filme, os fãs da história podem se deliciar com belas referências a Kubrick e várias viagens ao passado. Só que, além disso, a produção ainda mostra uma batalha épica entre seres iluminados muito poderosos que usam seus poderes para o bem ou mal.

3- “Predadores Assassinos” 

Kaya Scodelario, NÓS TE ACLAMAMOS! Durante um furacão, uma jovem fica presa junto com seu pai dentro de uma casa. Com a tempestade aumentando, dando espaço para uma enchente, as coisas se tornam ainda piores com a aparição de vários jacarés gigantes.

Esse é um blockbuster dos bons!

O interessante é que o clima de tensão está presente em toda trama quando a situação parece pior a cada momento, mas isso não incomoda porque a história é bem construída a ponto de tornar tudo bastante verossímil. Aqui, o diretor consegue entreter o público pela forma como constrói a história mesmo fazendo uso de uma premissa não muito original, além de economizar no cenário e nos personagens.

2- “Midsommar: O Mal Não Espera a Noite”

Dani (Florence Pugh) e Christian (Jack Reynor) vivem um relacionamento que está prestes a acabar. Apesar disso, ao lado de alguns colegas, os dois partem em uma viagem para um festival de verão na Suécia. No passeio, coisas bizarras começam a acontecer depois que os personagens americanos se vêem envolvidos em um ritual típico da região.

Para quem busca bastante tensão, esses momentos são garantidos com cenas gráficas de muita violência. O que mais choca, na verdade, é o final — que tem um teor cômico, esquisito e único.

1- “Nós”

A lista não poderia se encerrar com outro nome: “Nós”. O filme mostra Adelaide (Lupita Nyong’o) e Gabe (Winston Duke) levando sua família para passar um fim de semana em uma casa de praia. O problema é que um grupo de pessoas misteriosas surge por lá e acaba fazendo os protagonistas de refém, forçando-os a enfrentar seres com aparências iguais às suas. 

Boa sessão rs.

Comentários

Topo