Menu Papel POP

Neil Gaiman conta como convenceu a Amazon de escalar David Tennant em “Good Omens”

Para quem assistiu “Good Omens”, da Amazon Prime Video, pode ser difícil de imaginar a série sem David Tennant interpretando o fabuloso Crowley.

O ex-protagonista de “Doctor Who” fez uma dupla perfeita com Michael Sheen na versão para TV. Contudo, Neil Gaiman, o autor do livro que inspirou o programa, disse que o serviço de streaming não entendeu o porquê dele decidir escalar David como o demônio.

Gaiman revelou ao Digital Spy que a Amazon inicialmente recuou em sua escolha.

“Eu escrevi o primeiro roteiro e tive a ideia de talvez fazer Michael [Sheen] interpretar Crowley. Quando eu já tinha feito dois episódios, eu não estava sentindo isso. Eu estava pensando: ‘Eu não acho que Michael seja Crowley.’ Há algo incrivelmente gentil e – se eu vou usar a palavra aqui, posso também – angelical sobre ele.”

O escritor continuou: “Eu simplesmente amei a ideia de brincar com o fato de que há algo gloriosamente doce em Michael, e deixar isso brilhar. “Então eu escrevi o episódio 3, que é o longo ‘Crowley e Aziraphale através do tempo’. Eu tive a sequência na igreja onde Crowley teve que descer pelo corredor, pulando – você sabe, ele estava andando em terrenos consagrados.”

 “E de repente pensei: ‘Na verdade, David Tennant poderia fazer isso.’ Era uma ideia adorável e simples … [Mas] era mais difícil conseguir que a Amazon se interessasse no Tennant. As pessoas na Amazon não entendiam por que eu queria o David.

 

Eu sabia que funcionaria. Finalmente chegou a hora. Liguei para a Amazon e disse: ‘Você tem que dizer que sim , porque eu não tenho uma segunda opção. Não há mais ninguém que eu queira. Então você tem que dizer que sim.

E eles disseram que sim. Logo depois disso, uma vez que o viram atuando, eles se desculparam por nos deixar esperando.”

David Tennant totalmente sem defeitos! “Good Omens” está disponível no serviço de streaming.

Comentários

Topo