Menu Papel POP

Fiona Apple revela possibilidade de turnê na América do Sul: “quero consertar os cancelamentos que fiz”

MAIS SOBRE:

Entre os lançamentos mais aguardados de 2020, sem sombra de dúvida, está o sucessor de “The Idleer Wheel…”, quarto álbum de estúdio de Fiona Apple. Já fazem 8 anos desde que o material chegou às lojas e vocês aí reclamando um comeback da Rihanna…

Bem, nesta quarta-feira (22) Apple resolveu dar sua primeira entrevista em SETE ANOS. Espontaneamente ela procurou os repórteres da Vulture e tocou, entre outras questões, em um desejo seu de se apresentar na América do Sul. Em novembro de 2012 ela viria ao Brasil para três apresentações, que seriam seguidas por shows ainda no Chile, na Argentina e no México. Entretanto, por um problema de força maior todas as datas foram canceladas.

Se você não viveu este capítulo triste, saiba: foi algo semelhante ao cancelamento da Lady Gaga no Rock In Rio 2017 (só que em uma versão indie). Criticada pela decisão, Fiona justificou em uma carta que abdicou de seu embarque em virtude do estado de saúde de sua cachorra de estimação, à época muito doente.

Agora, segundo a artista, seu desejo de vir ao continente (e se desculpar com os fãs) pela primeira vez segue firme.

“Eu quero consertar os shows que cancelei na América do Sul quando minha cachorra morreu. Não sei se vou conseguir um orçamento grande o suficiente para o ano que vem, mas pretendo fazer isso algum dia”.

Ainda sobre a pauta turnê, Apple se disse dividida. Reuniões com a banda devem acontecer em breve.

“Eu quero e não quero. É tão assustador tudo isso. Estou tirando da minha cabeça, nas próximas duas semanas tenho uma reunião com a banda pra saber quais são nossos planos, o que vai funcionar. Eles estão todos em outras bandas, então ELES tem outras rotinas”.

A cantora também afirmou que já tem ideias a respeito da estética e do título de seu novo trabalho. Sua mãe foi a única que ouviu o primeiro single, já finalizado, e fez uma resenha, digamos, curiosa sobre.

“[O álbum] Estará pronto em breve. É que eu preciso fazer a arte e outras coisas, estou me arrastando um pouco. Levará alguns meses, eu acho. Tenho algumas ideias, sei qual é o títul do disco, mas não vou dizer agora (risos). Tenho pensado sobre cores e coisas, mas não fiz nada ainda. Minha mãe teve a crítica mais engraçada. Disse ‘Eu sinto que este é o equivalente musical a estar à beira de um penhasco e a única coisa que te impede de cair é o vento incrível que mantém você de pé”.

E vamos de título gigante? “The Idleer Wheel…” está disponível em todas as plataformas. A gente segue ouvindo até que algo aconteça…

Comentários

Topo