Menu Papel POP

Diretora de “Mulan” explica porque o remake não terá Mushu e as músicas clássicas

O remake de “Mulan” vem aí. Mas, duas coisas que as pessoas vem comentando, de acordo com a divulgação dos trailers, são: onde está Mushu e as músicas? Pois bem. Em uma exibição-teste recente, alguns convidados disseram que o filme não tinha a presença do dragãozinho e nem as canções do desenho.

Rumores indicaram, porém, que a versão final teria sim a inclusão destas coisas. Contudo, a diretora Niki Caro deu uma entrevista ao portal Digital Spy nesta quarta-feira (15) e confirmou que o longa não terá nem o dragão divertidíssimo e nem as faixas que ficaram famosas na trilha.

Mas, Niki explicou a razão de retirar estes importantes elementos, para a história do desenho. Para ela, uma pessoa indo à guerra, não estaria cantando, por exemplo:

“Não que eu tenha algo contra a animação. As músicas são brilhantes, e se eu pudesse colocá-las lá, eu faria. Mas honramos a música da animação de uma maneira muito significativa. Eu acho que isso é a maior coisa para mim em fazer – refazer – um filme icônico como Mulan em live-action. É o fato de que pode ser real e a história real de uma garota que está indo para a guerra”

Sobre Mushu, ela disse que a criatura é insubstituível e que não haverá uma atualização do personagem:

“Eu acho que todos nós podemos concordar que Mushu é insubstituível. Você sabe, o clássico animado se destaca por conta própria. Neste filme, há um representante da criatura – uma representação espiritual dos antepassados, e mais particularmente do relacionamento de Mulan com o pai. Mas uma atualização de Mushu? Não”

Bom…então tá. “Mulan” chega aos cinemas brasileiros no dia 26 de março de 2020. Reveja o trailer:

Comentários

Topo