Menu Papel POP

Daya Luz passeia pelos pontos turísticos de Recife no clipe de “Foguenta”!

MAIS SOBRE:

Daya Luz está de volta com um lançamento que promete ser um dos hits de verão 2020, chegando bem em tempo de animar o Carnaval. “Foguenta”, nova música de trabalho da cantora, traz o pop e o brega funk, estilo do momento na região nordeste do país.

O novo single de Daya faz reverência a toda energia contagiante do nordeste e a leva para as outras regiões do país. Composta e produzida pelo produtor, compositor e DJ Batuta, que já trabalhou com grandes nomes da música nacional, de Anitta à Roberto Carlos, a canção “Foguenta” traz em sua essência o empoderamento e a importância da autoestima da mulher, de uma forma leve e divertida.

“Daya é uma pessoa maravilhosa e iluminada. Me inspirei para que a música tivesse uma forte marca urbana sonora”, conta Batuta. “A letra fala sobre uma mulher maravilhosa, dedicada ao amor de um homem, que a enganava com outras. Ao perceber a traição, ela decide pôr fim a história e agora, solteira, só quer ser feliz e dançar”, explica o produtor.

O videoclipe foi gravado em regiões culturais da capital pernambucana, trazendo muita dança e valorizando os movimentos do passinho, que é típico das comunidades nordestinas, que também foram cenário do clipe.

Todos os envolvidos no projeto são de Pernambuco. A diretora, produção, fotógrafo, design, coreógrafo e bailarinos. “Fizemos questão de valorizar os profissionais locais nesse trabalho e reverenciar a cultura das comunidades do Recife, mostrando todo seu talento e o quanto o estado é lindo, colorido e alegre”, conta Daya. A artista tem boa parte da família paterna morando em Pernambuco e sempre esteve rodeada da espontaneidade do povo nordestino.

Com trabalhos anteriores produzidos em Los Angeles, São Paulo e Rio de Janeiro, esse lançamento leva a cantora de volta às suas origens ao relembrar da infância. “Foi um dos clipes mais divertidos que já fiz. Por ter sido gravado nas comunidades, com toda a energia do povo, ele tem uma leveza boa que me fez relembrar. Nasci e fui criada em uma comunidade então me senti em casa”, comenta.

 

Comentários

Topo