Menu Papel POP

“Acorda Amor”: álbum colaborativo com Liniker, Xênia França, Letrux e mais ganha primeiro single

Dois mil e vinte chegou como qualquer outro ano: com muitas promessas, metas e talvez tentativas. Entre tantos desejos, está o nosso de transformá-lo em um ano mais bonito, aprazível, calmo e onde transborde o amor. Uma dessas validações de afeto chegou por meio do disco “Acorda Amor“, fruto de uma colaboração feita entre cinco mulheres incríveis e representantes da nova música brasileira.

Criado em 2018, o projeto que reúne Letrux, Liniker, Luedji Luna, Maria Gadú e Xênia França nasceu nos palcos como parte de um show especial de fim de ano, regido pela jornalista Roberta Martinelli. Com os nervos à flor da pele, provocados por um país odioso, à beira do colapso, nada mais justo do que resgatar hinos de resistência e coletividade que pudessem reforçar que era possível.

Afinal, a música, assim como outras vertentes da arte, é capaz de nos fazer acreditar que o mundo tem jeito. É ela que nos faz abraçar o problema ou encará-lo. O importante é estar desperto e pensando.

Assim surgiram poemas inéditos e uma setlist que resulta em regravações de faixas geniais da MPB. Gilberto Gil, Rita Lee, Chico Buarque e uma leva de compositores canônicos são alguns dos nomes que ali figuram na lista de compositores. Com a promessa de lançar um single por dia ao longo desta semana até o próximo dia 31 de janeiro, sexta-feira, fomos apresentados a uma primeira amostra nesta segunda (20).

Trata-se de uma nova versão de “Extra”, canção lançada por Gil em 1983. A intérprete não podia ser mais incrível: é Luedji Luna que empresta sua voz pra uma versão ainda mais sensível e sublime do clássico. Ouça:

Também possível assistir à versão de Luedji ao vivo, gravada à época do especial.

“Acorda Amor” estreia oficialmente nos palcos em três apresentações no SESC Pompéia, em São Paulo, em 31 de janeiro, 1º e 2 de fevereiro. O disco você confere na íntegra nas plataformas digitais a partir do próximo dia 28.

Comentários

Topo