Menu Papel POP

Capa da Billboard, Taylor Swift fala sobre o Tumblr, novos artistas e rede de apoio no pop

Este post não contém tags.

Taylor Swift foi eleita Artista da Década pela Billboard e, na capa deste mês, ela comentou sobre diversas coisas, como: seu uso do Tumblr, comunidade e apoio entre artistas no pop, atingir novos mercados e afins.

Sobre a rede social que bombava lá em 2009, 2010, a dona do “Lover” disse:

“É o único lugar da internet em que eu sinto que ainda posso fazer uma piada, porque me sinto pequena lá, como um bairro e não um continente inteiro. Podemos brincar – eles literalmente me zoam. É divertido. Essa é uma zona de conforto real para mim. E, como qualquer outra coisa, às vezes preciso de folgas. Mas quando eu participo desse espaço, é sempre uma piada interna, uma vibração de amizade. Às vezes, quando abro o Twitter, fico tão sobrecarregada que fecho imediatamente. Eu não tenho o Twitter no meu telefone há algum tempo porque não gosto de receber muitas notícias. Tipo, eu sigo política, e é isso. Mas não gosto de seguir quem terminou com quem ou quem usava um par de sapatos interessante. Existe um limite que meu cérebro pode realmente aguentar.”

Ela também revelou como muitos artistas a chama para pedir opinião e ajuda após algum escândalo que estão passando na internet. Taylor revelou:

“Isso acontece muito mais com mulheres do que homens. Por isso recebo muitas ligações telefônicas de novos artistas, do nada – como: ‘Ei, estou recebendo minha primeira onda de má imprensa, estou enlouquecendo, posso falar com você?’ A resposta é sempre sim! Estou falando de mais de 20 pessoas que me procuraram aleatoriamente.”

Ao ser questionada se ela tem alguém na industria da música a quem recorrer em momentos difíceis, ela respondeu:

“Realmente não, porque minha carreira existiu em diferentes bairros da música. Eu tive muitos mentores quando era country. Faith Hill foi maravilhosa (…) Ir para o pop é totalmente diferente. Há uma comunidade real na música country, e na música pop eu não vi muito isso. Agora existe um pouco de [comunidade] entre as garotas do pop. Todos nós temos os números uma do outro e trocamos mensagens de texto, mas quando eu comecei no pop era muito você versus você versus você. Nós não tínhamos uma rede.”

Sobre entrar em novos mercados, disse:

“Estou sempre tentando aprender. Estou aprendendo com todos. Aprendo quando vou ver Bruce Springsteen ou Madonna fazendo um show no teatro. E estou aprendendo com novos artistas que estão surgindo agora. (….) Porque você não pode olhar para o que, aspas ‘os jovens estão fazendo’ e revirar os olhos. Você tem que aprender.”

E ela daria algum conselho a ela mesma de 10 anos atras? A artista respondeu que não!

“Eu não me daria nenhum conselho. Eu teria feito tudo exatamente da mesma maneira. (….) Eu realmente aprecio minha experiência, os pontos baixos e altos. E talvez isso parece ridiculamente Zen, mas eu tenho meus amigos, que gostam de mim pelas razões certas. Eu tenho minha família, eu tenho meu namorado. Eu tenho meus fãs, eu tenho meus gatos”, termina.

Bora ouvir seu último álbum lançado, “Lover”?

Comentários

Topo