Menu Papel POP

Normani, Lil Nas X, Charli XCX… os 20 melhores clipes de 2019!

Depois de ótimos lançamentos ao longo do ano, chegou o momento de escolher os melhores! Entre os grandes destaques, estão produções nacionais e internacionais recheadas de referências históricas que vieram tanto do universo musical, quanto de fora dele. Com isso, temas como igualdade e tolerância foram discutidos, mas também teve muito close e coreografias incríveis para acompanhar.

Diante de tamanha versatilidade, elencamos aqui os 20 clipes que mais chamaram a nossa atenção em 2019. O ranking, vale lembrar, considera não só a qualidade técnica das produções, como também suas propostas e o sucesso que fez entre o público.

Sendo assim, a lista inclui vídeos que nos fizeram dançar, refletir e/ou ficar de boca aberta. Tem para todos os gostos! Vem ver:

20. Ninguém Perguntou Por Você, Letrux

Começando a lista com produção nacional! Quem nunca teve aquele amor platônico? Você pode até não tê-lo realizado num futuro próximo, mas na sua cabeça… ele está vivo. Em “Ninguém Perguntou Por Você” a Letrux conta essa história e mostra um casal vivendo momentos hipnotizantes em uma festa, fazendo com que a gente se questione o tempo todo se aquilo tudo é real ou não. Como um bônus, o vídeo ainda é estrelado pelas maravilhosas Bruna Linzmeyer e Camila Pitanga, que formam um casal. A direção do ícone Pedro França <3

19. How Do You Sleep, Sam Smith

É coreografia que você quer? Então toma! Sam Smith arrasou ao dar início em 2019 a uma nova fase de sua carreira, bem mais pop do que o que vinha fazendo anteriormente. Em “How Do You Sleep” o ícone colocou todo mundo pra dançar usando um lookinho basic-soft, acompanhado por um time de dançarinos maravilhosos! Sabe a tal produção sem defeitos? Pois então! A gente só fica querendo reproduzir o passinho <3

18. Flash Pose, Pabllo Vittar e Charli XCX

Pabllo Vittar deu início a uma nova fase de sua carreira em 2019 ao começar a cantar em inglês (e espanhol). Nessas, fez seu debut no idioma ao lado da amiga Charli XCX em uma faixa marcada pela presença da PC Music e fortemente influenciada pelo voguing norte-americano. “Flash Pose”, é claro, não poderia ter um clipe que fugisse disso. Dançante, colorido e muito poderoso, o vídeo mostra Pabllo e Charli arrasando no carão, bem como dançando acompanhadas por um time de dançarinos. MA-RA-VI-LHO-SAS!

17. Spirit, Beyoncé

O ano de 2019 trouxe mais uma produção belíssima de Beyoncé. Sem chocar ninguém, “Spirit” chegou com paisagens exuberantes, figurinos icônicos e coreografias bem elaboradas. Gravado no Grand Canyon, o material traz uma estética que combina bastante com a proposta do álbum “The Lion King: The Gift”, que conta com essa faixa e homenageia o continente africano. ARTISTA!

16. Dark Ballet, Madonna

Madame X não veio para brincadeira e por isso mesmo ocupa o topo da nossa lista. Usando a Igreja Católica e os abusos cometidos na época da Idade Média para uma releitura da história de Joana D’Arc, Madonna tece mais uma crítica ao conservadorismo e ao patriarcado. Quem protagoniza o vídeo é o ativista e performer LGBTQ+ Mykki Blanco. Ele é preso, amarrado e queimado pelo alto clero enquanto o manifesto de Madonna toca ao fundo. Ela, sendo uma voyeur.

Por fim, o clipe se encerra com uma citação inspiradora de Mykki: “Eu caminhei por essa terra negro, queer e HVI positivo, mas nenhuma transgressão contra mim foi mais poderosa que a minha esperança”. A letra da música e a narrativa apresentada se complementam perfeitamente, deixando evidente as intenções da artista. O resultado é forte e comovente.

15. Earthquake, Tyler The Creator 

O Tyler sempre sai do convencional e nunca decepciona, né? Usando uma peruca loira e vestindo um terno vibrante, o cantor faz uma apresentação um tanto peculiar em um talk show fictício no clipe de “Earthquake”, até que o cenário pega fogo. O alívio cômico fica por conta da personagem de Tracee Ellis Ross, conhecida por “Black-ish”, que tem uma personalidade neurótica e interpreta a apresentadora do programa. Genial!

14. Don’t Call Me Angel, Ariana Grande, Miley Cyrus e Lana Del Rey

Por esse featuring ninguém esperava! Ariana Grande, Miley Cyrus e Lana Del Rey uniram forças na trilha sonora de “As Panteras” e gravaram um clipe maravilhoso para “Don’t Call Me Angel”, um dos carros-chefes dessa soundtrack. Poderosíssimas, elas mostram que cada uma tem um objetivo, seja ele se preparar para uma luta de boxe, atirar facas em uma possível ameaça, ou mesmo se divertir diante da mesa do jantar. Muita atitude, carão e glamour.

13. bury a friend, Billie Eilish

Billie Eilish é famosa pela criatividade de seus clipes e “bury a friend” é bem diferente do que estamos acostumados a ver. Enquanto a artista canta sobre morte, as imagens mostram várias cenas bizarras e sombrias. No final, ficam algumas dúvidas na cabeça do espectador. O que é isso? É uma representação da paralisia do sono? É sobre o medo da solidão? O debate tomou conta das redes sociais quando o projeto foi lançado, deixando claro que ele tem seu diferencial.

12. Con Altura, Rosalía e J Balvin

Travessuras no ar? É com Rosalía e J Balvin! Em “Con Altura” essa dupla alopra geral durante um voo e resolve dar uma festa com direito a champagne e dançarinas de flamenco. Agora, adivinha só quem faz o papel do piloto? El Guincho, o produtor da faixa! E que piloto gato, viu? Tá bem divertido, cheio de coreografia e, cá entre nós, é um daqueles hits memoráveis.

 11. Alô, Alô, Marciano, Illy

Em um só vídeo, a cantora Illy conseguiu reunir referências ao filme “Bacurau”, à banda Secos e Molhados e ao ensaio de Fernanda Montenegro para a revista Quatro Cinco Um. Todo esse compilado foi feito para ilustrar, de um jeito bem brasileiro e original, a regravação que a artista fez da música “Alô, Alô, Marciano” — eternizada na voz de Elis Regina. No geral, a obra ridiculariza os costumes da burguesia, expondo problemas sociais de forma bela, leve e descontraída.

10. Glad He’s Gone, Tove Lo

Indicado ao Grammy na área! Depois de “Glad He’s Gone”, queremos mais ainda sermos amigas da Tove Lo! De um jeito inteligente e romântico, a artista retrata nesse vídeo como é uma amiga dedicada. Isso porque nas cenas ela sai caminhando ao redor do mundo enquanto está no telefone consolando alguém após um término de relacionamento. O que vai se mostrando pouco a pouco, na verdade, é que essa amizade é na verdade uma paixão, que vai desabrochando pouco a pouco. 

9. Rito de Passá, MC Tha

Com imagens bem selecionadas, MC Tha mostra a beleza de rituais de Umbanda no clipe de “Rito de Passá”. A produção tem ares documentais por trazer imagens de um dia vivido pela artista no terreiro Caboclo das 7 Pedreiras, que fica na Zona Leste de São Paulo. De acordo com a cantora, a obra representa “um grito de liberdade dos excluídos socialmente por suas crenças” e é aí que está a sua importância em tempos de tanta intolerância. Viva, Thaís!

8. Oração, Linn da Quebrada

Além de uma direção de arte e um roteiro belíssimos, o clipe de “Oração” carrega uma mensagem poderosa. Ele clama para que não queimem bruxas e amem os LGBTQ+ (que não deixam de ser bruxas modernas, diante da crescente intolerância). No vídeo, quem se junta a Linn da Quebrada pra cantar esse manifesto é Liniker Barros, Verónica Valenttino, Ventura Profana, Urias, Danna Lisboa, Alice Guél, Ceci Dellacroix, Magô Tonhon, Rainha Favelada, Kiara Felippe, Ana Giza, Maria Clara Araújo e Neon Cunha. Bonito e emocionante!

7. Cellophane, FKA Twigs

Em “Cellophane”, faixa que abre os trabalhos do disco “Magdalene”, FKA twigs fala sobre o abandono enquanto alcança notas altas, acompanhada por um piano. Tudo isso no clipe vem acompanhado por cenas maravilhosas da artista em um pole dance. Com saltos altíssimos, twigs entra em cena vestindo um figurino típico de dançarina e portando longos cabelos.

Apoiada na barra, ela escorrega e promove um número hipnótico e sensual. Ela transborda flexibilidade e se mostra todo o tempo em um estado de imersão total na música. Incrível!

6. Magenta Cash, Gloria Groove

Quer poder? Críticas bem fundamentadas? Aclamação? Então vamos falar sobre “Magenta Ca$h”, um dos singles mais recentes de Gloria Groove em parceria com Monna Brutal. A faixa faz parte do novo EP visual de Groove, “Alegoria” e dá uma alfinetada na questão do pink money – ou seja, em artistas que abraçam a causa LGBTQ+ apenas quando é conveniente, pra lucrar.

O clipe é lindo, bem colorido, cheio de poder e atitude – aspectos que só reforçam o posto de rainha da arte drag. Conte conosco pra tudo, Gloria!

5. Ever Again, Robyn

TUDO! Robyn se entrega, cantando e dançando com muita emoção no vídeo de “Ever Again”, uma das melhores faixas do disco “Honey”. O microfone se torna uma parte importante da coreografia por sua inspiração em artistas como Prince, Freddie Mercury e Def Leppard. A performance da cantora fica ainda mais atrativa por acontecer em um cenário inusitado, cheio de estátuas e areia. Essa produção é, sem dúvida, ideal para quem adora um conceito. É o pop genuíno!

4. Tempo, Lizzo e Missy Elliott

Em “Tempo”, Lizzo é a dona de uma lanchonete à beira da estrada. Em uma espécie de realidade bastante questionável, ela surge deslumbrante usando um chapéu vermelho de cowgirl e um casaco de pele típico dos grandes rappers. Acompanhada por um time de dançarinos, ainda arrasa fazendo twerk enquanto pessoas flutuam ao seu redor e dançam sobre carros em chamas.

Quando menos se espera, Missy Elliott salta de dentro de um capô e chega mais pra deixar as coisas ainda mais interessantes. Além da musa, sabe quem também entrou nessa? Sasha, a flauta!

3. Gone, Charli XCX e Christine And The Queens

HINO! Usando metáforas, Charli XCX e Christine and The Queens contam uma história sobre libertação no clipe de “Gone”. Inicialmente, as duas estão amarradas em um carro em direções opostas. Aos poucos, elas vão se desvencilhando das cordas até que são elevadas e veem o ambiente pegar fogo enquanto exaltam sua liberdade por meio da dança. É o pop vivíssimo, gente! A tensão e conexão que existe entre as artista são as coisas que mais impressionam.

2. Old Town Road, Lil Nas X

Honrando sua origem no mundo dos memes até se tornar um hit, a música “Old Town Road” é dona de um clipe um tanto divertido. O vídeo retrata Lil Nas X viajando no tempo, indo do velho oeste à América atual. Ao chegar no presente, o cantor vestido de cowboy atrai olhares curiosos e vive situações bem esquisitas. É aquele tipo de coisa que a gente não cansa de ver, sabe?

1. Motivation, Normani 

E o grande prêmio vai para… Normani, que chegou com tudo em 2019! Logo em seu primeiro clipe solo a cantora recebeu seu selo de aclamação. E não era para menos: a produção é cheia de influências dos anos 2000, com looks e cenários marcantes. Em algumas cenas, fica claro que a artista se inspirou em produções de grandes divas do pop como Beyoncé, JLo e Ciara. Você conseguiu pegar todas as referências?

Diz aí… quais são suas expectativas pra 2020? Mal podemos esperar pelo que vem!

Comentários

Topo