Menu Papel POP

Victoria’s Secret confirma encerramento de tradicional desfile de fim de ano

Vivemos bons momentos proporcionados pelos desfiles da Victoria’s Secret (Rihanna cantando “Vogue”, Gaga com asas e saltos baphônicos ao som de “John Wayne”…), mas olha… é bom se preparar pois a marca anunciou na tarde desta quinta-feira (21) que esta, considerada uma de suas principais atrações, será oficialmente encerrada.

A informação veio após uma série de rumores e foi confirmada por Stuart B. Burgdoerfer, diretor financeiro e vice-presidente executivo da L Brands, conglomerado do qual a marca faz parte. O show de fim de ano, em suas palavras, foi uma parte muito importante da construção da empresa e foi definido como “uma conquista notável de marketing”.

“Estamos descobrindo como avançar no posicionamento da marca e melhor comunicá-la aos clientes”.

Lançado em 1995, o desfile acabou se transformando no maior acontecimento do mundo da moda, trazendo não apenas novas peças da marca, como também a presença de artistas de grande alcance e as chamadas “angels”, modelos convidadas pra desfilar em geral no auge de suas carreiras. Entre elas, cabe citar as brasileiras Giselle Bündchen e Alessandra Ambrósio.

Recentemente, a Victoria’s Secret enfrentou críticas após o diretor de marketing da L Brands, Edward Razek, ter refutado a ideia de transformá-la em uma proposta mais inclusiva ao trazer para suas ações modelos plus size e transexuais. Na ocasião, ele alegou que o show era “uma fantasia, um especial de entretenimento de 42 minutos” e que o ato não seria bem sucedido.

Em 2018, o show teve seu mais baixo índice de audiência da história, sendo visto por apenas 3,27 milhões de espectadores. As atividades da marca seguem normalmente.

Comentários

Topo